Albert Einstein eleito o melhor da AL

Estudo da AméricaEconomia Intelligence
 

O Hospital Israelita Albert Einstein ocupa, pela segunda vez consecutiva, o topo do ranking que classifica as melhores instituições médicas latino-americanas. O estudo da AméricaEconomia Intelligence avalia o panorama de gestão e qualidade de clínicas e hospitais de países como Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Chile, México, Uruguai e Venezuela.

Os resultados, publicados este mês na edição 391 (setembro) da revista AméricaEconomia, apresentam um panorama do desempenho de hospitais e clínicas de alto padrão, que pontua a performance em áreas como segurança hospitalar, capital humano, capacidade, gestão do conhecimento, dignidade do paciente, eficiência, prestígio e índice geral de qualidade.

Dentre as diversas categorias de pontuação, o Einstein se destacou em critérios como prestígio (100,00), eficiência (94,69) e segurança (92,75), seguidos por gestão de conhecimento (92,08), capital humano (91,95) e capacidade (81,06). Quando se trata de qualidade, a instituição paulistana abraça o índice geral de 92,2, frente ao 86,5 da Clínica Alemana, de Santiago, no Chile. Em terceiro lugar, Las Condes, outra clínica chilena, abraça o índice de 83,7.

Este ano, a média geral de pontuação do Einstein foi de 92,08, contra 84,48 do segundo colocado e 66,68 do terceiro. Na edição do ano passado, a média geral do Einstein foi de 79,57, contra 72,92 do segundo colocado, também a Clínica Alemana, e 72,58 do terceiro lugar, que ficou com o Hospital das Clínicas de São Paulo.

“O reconhecimento de uma importante pesquisa como essa é um dos melhores indicadores possíveis dos resultados do nosso empenho e compromisso com a inovação médica, difusão de conhecimento e promoção de justiça social”, diz Claudio Luiz Lottenberg, presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, instituição mantenedora do hospital. Ao comentar o ranking, Lottenberg atribuiu o destaque à “eficiência, eficácia, segurança do paciente e atenção focada em fazer as coisas no tempo certo”.

A pesquisa – A AméricaEconomia Intelligence é responsável hoje pelo único sistema de medição de desempenho de grandes instituições hospitalares na América do Sul. Os pontos fortes de gestão hospitalar, qualidade do corpo médico e serviços para pacientes foram os principais conceitos analisados por um comitê de especialistas, que criou uma metodologia consistente para analisar importantes centros médicos. O primeiro passo da empreitada, que durou alguns meses, foi consultar os Ministérios da Saúde de países latino-americanos e outros órgãos internacionais da área, como entidades acreditadoras e que avaliam qualidade e desempenho. 

Primeira edição – O então inédito ranking elaborado pela AméricaEconomía Intelligence, divulgado no ano passado, demonstrou que o Einstein foi a única instituição médica a obter uma nota máxima, recebendo avaliação de 100 pontos no critério prestígio. O mesmo se repete em 2010. Mais uma vez, o hospital foi o único a receber tal avaliação no mesmo critério, que considera a reputação das instituições e foi desenvolvido por meio de uma pesquisa direta com 700 médicos de todos os países contemplados.

  

Fonte: mslworldwide.com

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.