Araruama, a capital do windsurfe no Brasil

Os jornalistas poderão ainda praticar windsurfe nas águas de Araruama
 
Praia do Centro de Araruama

Praia do Centro de Araruama

 

Situada a pouco mais de 100 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro, Araruama tem um clima único e especial. Não faltam lugares para descobrir e viver intensamente suas belezas naturais e sua gente acolhedora. Território da maior lagoa salitre do planeta, tem uma localização privilegiada na Região dos Lagos e atrai muitos esportistas, por ser considerada a segunda melhor raia do mundo para a prática de esportes náuticos como windsurfe, kitesurfe e stand up paddle.

 

 

Quem quiser conhecer melhor os encantos da cidade poderá participar de uma press trip, que será oferecida pelo Governo Municipal de Araruama, em parceria com o Rio Media Center. Com duração de um dia, o passeio inclui pontos de importância cultural e histórica, como a Igreja Matriz de São Sebastião e o Museu Arqueológico, e a beleza natural da Praia da Pontinha, do Parque Estadual da Costa do Sol, que abriga a Praia da Massambaba, e das Salinas do distrito de Praia Seca. 

 

 

Ao longo de suas margens encontram-se 13 belas praias. São elas: Praia de Araruama, Praia de Iguabinha, Praia do Areal, Praia da Pontinha, Praia dos Amores, Praia do Barbudo, Praia das Bananeiras, Praia do Gavião, Praia do Ingá, Praia das Espumas, Praia do Lake View, Praia do Hospício e Praia do Coqueiral. Todas próprias para banho e lazer, com águas calmas, brisa fresca e infraestrutura própria para acolher bem todos os frequentadores.

 

 

O visitante tem ainda a oportunidade de escolher entre as praias banhadas pela Lagoa de Araruama e as praias de Massambaba e Praia Seca, banhadas pelo oceano.

 

 

No distrito de São Vicente de Paulo, a natureza exibe toda sua exuberância na Lagoa de Juturnaíba, que abastece toda a Região dos Lagos. O local é uma referência turística do município tem área total de 43 km².

 

 

A cidade também tem importância histórica e cultural, graças à descoberta de sítios arqueológicos que remontam à cultura tupinambá. Parte do acervo está em exposição permanente no Museu Arqueológico, que funciona na Casa de Cultura José Geraldo Caú.

 

 
 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.