Araruama apresenta suas belezas naturais na sede do Rio Media Center

Um grupo de Jornalistas credenciados foi visitar a cidade Imperial, Petrópolis
 

R

A cidade, que fica a cerca de 140 km do Rio, tem a segunda maior raia do mundo, na Lagoa de Araruama, ideal para esportes náuticos.  E, entre suas atrações, um sítio arqueológico e a Casa de Cultura José Geraldo da Conceição Caú, onde estão preservadas peças da cultura indígena Tupinambá e quilombola. O município atualmente é o maior produtor de frutas cítricas do Estado do Rio de Janeiro.  Na quarta-feira, dia 10, além da abertura do balcão de Araruama, jornalistas credenciados pelo RMC foram conhecer a cidade de Petrópolis, na Região Serrana.  Na sexta-feira, dia 12 de agosto,  o Rio Media Center promove uma press trip para Araruama.

 

 

 

De acordo com Danieli Braz, diretora de Turismo da Prefeitura de Araruama, a proposta é mostrar aos jornalistas  a cultura da cidade e as belezas naturais da região. A Lagoa de Araruama tem cerca de 220 km quadrados. Com ventos fortes e constantes, é ideal para a prática de stand up paddle, windsurfe, e kitesurfe. Para os que querem conhecer a história do lugar, a cidade tem um acervo arqueológico com peças da cultura indígena. O local também tem representantes da comunidade quilombola, formada por herdeiros dos negros que resistiram à escravidão nos quilombos. Outra atração é a Lagoa de Juturnaíba, que abastece a cidade. 

 

 

 

Jornalistas visitam Petrópolis

Os profissionais credenciados no RMC que foram visitar Petrópolis também foram apresentados a uma parte importante da história do Brasil, que vai desde os tempos da Colônia ao Império. Petrópolis tem um rico patrimônio preservado, um clima ameno e uma paisagem representativa da Mata Atlântica. Entre as joias arquitetônicos e históricas, estão o Museu Imperial, construído por Dom Pedro I e o Palácio Rio Negro, residência oficial da presidência da República. No Centro Histórico, os  casarões e palácios do século XIX também chamam atenção pela beleza da sua arquitetura.

 
 
 
 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.