Avanços na área social garantem inclusão

Ministério do Desenvolvimento Social
 

`Precisamos afinar os instrumentos, tocar na mesma direção e com harmonia”. Assim o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Rômulo Paes, abriu o segundo dia de encontro com secretários estaduais e do Distrito Federal de Assistência Social. Ele garantiu a manutenção e a continuidade da agenda social do MDS e ressaltou os avanços nas áreas de proteção básica e especial à população brasileira. Segundo ele, isso significa a possibilidade de iniciar um processo de inclusão produtiva e garantir um modelo mais articulado, eficaz e solidário de crescimento.

“Temos elementos que nos permitem construir uma nova etapa e só chegamos a este estágio por termos um histórico positivo”, disse o secretário. Rômulo Paes enfatizou a necessidade de mobilizar todos os segmentos do governo e da sociedade para dar condições às pessoas de aproveitarem as oportunidades.

A secretária nacional de Assistência Social, Denise Colin, apresentou as ações da área, a rotina e o fluxo de trabalho, assim como os diretores e coordenadores da secretaria. Falou, ainda, sobre a política de assistência social e destacou a importância do encontro com os gestores estaduais.

Denise Colin considera fundamental estudar a oferta dos serviços regionais e atuar de forma articulada com a área do trabalho. “Não temos duas agendas paralelas. Temos um débito com a nossa população e essas agendas existem para superá-lo”, reforçou. A capacitação dos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e o cumprimento do Pacto de Aprimoramento da Gestão foram citados por Denise como questões fundamentais para o fortalecimento do Suas.

 

Realidades – Uma relação exitosa. Foi assim que a secretária de Assistência Social e Cidadania do Amazonas, Regina Fernandes, classificou os contatos entre governos estadual e federal. “O governo federal é nosso principal parceiro e precisamos deste apoio”, disse a secretária. Ela lembrou que o Estado vive dificuldades em relação à comunicação, pela precariedade dos serviços de internet. “Isso prejudica o acesso dos municípios ao MDS”, disse.

A secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social de Mato Grosso, Roseli Barbosa, destacou a discussão que o Estado estabelece com os municípios sobre o tema e a luta dos profissionais pela aprovação do PL Suas. “No Mato Grosso, trabalhamos para fortalecer uma rede para atacar os principais problemas do setor e um deles é a falta de capacitação”, declarou.

O secretário de Assistência Social, Trabalho e Habitação de Santa Catarina, Serafim Venzon, acredita que sua secretaria precisa dar mais suporte aos municípios e essa questão passa por mais investimentos financeiros para “atender a necessidade social da população”.

 

 

Ana Soares

(61) 3433-1065 / 3433-1051

Ascom/MDS

 

Fonte: MDS

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.