Brasil e China buscam cooperação

Brasil e China buscam cooperação
 
Corretores, operadores e representantes da principal bolsa de valores brasileira e da maior bolsa chinesa participam do 1º Fórum de Mercado de Capitais Brasil-China. O evento busca aproximar o mercado de ações dos dois países e oferecer oportunidades de negócios para duas das maiores economias emergentes do mundo.
 
O fórum é promovido pela BM&FBovespa, de São Paulo, e pela Bolsa de Valores de Xangai. Nele, estão sendo debatidos a regulação dos mercados de capitais dos dois países, semelhanças, diferenças e possíveis convergências entre as economias de Brasil e China.
 
“Este fórum é para aumentar a cooperação entre os dois países e melhorar o posicionamento das economias”, disse o presidente da bolsa de Xangai, Zhang Yujun, durante seu discurso na abertura do evento, nesta manhã.
 
Segundo ele, a bolsa de Xangai e China como um todo estão interessadas em parcerias com o Brasil. Ele disse que as duas economias têm muito a evoluir e podem fazer isso juntas, já que são “complementares”. Yujun ressaltou ainda que a comitiva da bolsa de Xangai, enviada ao Brasil para o fórum, é a maior já presente em eventos deste tipo.
 
O diretor executivo Financeiro e de Relações com Investidores da BM&FBovespa, Eduardo Guardia, confirma o interesse em cooperação. Ele disse, inclusive, que ela já começou há cinco anos.
 
Guardia afirmou que, em 2004, a bolsa brasileira abriu um escritório em Xangai para se aproximar do mercado chinês. Um ano depois, a BM&FBovespa firmou parceria de cooperação técnica com a Bolsa de Xangai e, ontem, fechou novo acordo para aprofundamento dessas ações conjuntas.
 
Segundo os executivos de Xangai e de São Paulo outros fóruns devem ser realizados para fortalecer ainda mais a integração. No próximo semestre, representantes da BM&FBovespa devem ser recepcionados pelos chineses em outro evento.

Fonte: Agência Brasil

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.