Brasil Surf Pro invade Búzios

Surfe, Cultura e Entretenimento
 

O Brasil Surf Pro aporta em Búzios nesta terça-feira levando não só a briga pelo título da terceira etapa às ondas da Praia de Geribá, mas também uma programação para todos os gostos no balenário mais famoso do Rio de Janeiro. Durante seis dias, alguns dos maiores nomes do esporte no país exibirão suas manobras em busca do cobiçado troféu e de pontos no ranking da divisão de elite nacional. Nas areias, atrações culturais, atividades voltadas para o meio-ambiente e muito entretenimento prometem agitar o público que for conferir o evento até domingo.  

A disputa em Geribá será acirrada e os surfistas que participam da competição já conhecem seus primeiros rivais. Entre as atrações da primeira fase está a estreia do cearense Heitor Alves, que chega a Búzios embalado por duas vitórias em eventos 6 estrelas na recém-encerrada perna européia do circuito mundial.  

Campeão em Zarautz, no País Basco, no início do mês, Heitor conquistou o segundo título consecutivo em Figueira da Foz, Portugal, no último domingo, e entra na briga pelo título do Brasil Surf Pro tentando repetir os bons desempenhos e manter a boa fase. Heitor enfrentará em sua primeira bateria na competição o conterrâneo Thiago de Souza, o gaúcho Daison Pereira e o catarinense Diego Rosa.  

Outra bateria da primeira fase promete atrair as atenções em Geribá: o novato Krystian Kymmerson, do Espírito Santo, que conquistou no último domingo o título da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, tentará usar seus aéreos para se impor na elite do surfe nacional. Uma das estrelas da nova geração do esporte, Krystian, de 17 anos, terá pela frente na estreia os catarinenses Felipe Ximenes e Thomas Hermes e o paulista Gilmar Silva.  

Vice-campeão da Seletiva Petrobras em Saquarema na última semana, o carioca Simão Romão estreria na sétima bateria da primeira fase em Búzios, encarando o pernambucano Haley Batista, o potiguar John Max e o cabofriense Victor Ribas. O atual líder do ranking nacional, o potiguar Alan Jones, só entrará na água na terceira fase.  

Depois de passar por Itamambuca, no litoral norte de São Paulo, e pela Praia do Cupe, em Pernambuco, o Brasil Surf Pro chega a Búzios trazendo muito mais do que uma competição de surfe. Durante os seis dias de disputa, diversas ações relacionadas à educação e à preservação do meio-ambiente prometem roubar a atenção do público enquanto a competição rola na água, assim como inúmeras atrações culturais que atravessarão o dia e invadirão a noite do balneário.  

Dia Mundial de Limpeza das Praias – Em parceria com a Surfrider Foundation Brasil, o Brasil Surf Pro mobilizará duas praias de Búzios no sábado, dia 25. Primeiro, um grupo de eco-ativistas composto por windsurfistas, kitesurfistas e ambientalistas se encontrará, à partir das 8h, no ponto de kitesurf na praia do Gordo/Rasa, para fazer uma varredura de limpeza. Muito lixo vem aparecendo na região e muitas tartarugas tem aparecidas mortas, asfixiadas por plásticos. Outro grupo composto por estudantes da Escola Municipal Ciléa Barreto, liderado pela equipe da Agenda 21 de Búzios, e ambientalistas realizarão, também às 8h, um mutirão partindo do Mangue de Pedra em direção ao canto direito da praia do Gordo/Rasa, encontrando o outro grupo no fim da atividade.  

Um segundo mutirão agitará a praia de Geribá à partir de 12h numa ação que visa conscientizar o público do campeonato e os banhistas. A turma da limpeza será composta por surfistas, alunos de escolas de surfe, ambientalistas, alunos de escolas municipais e a equipe do campeonato. Eles limparão a areia de Geribá do canto esquerdo ao direito. Todo o lixo coletado nos mutirões será separado e contabilizado pela equipe da ACARE – Associação de Catadores de Reciclagem do Búzios.  

Meio-ambiente em pauta – A competição promoverá uma palestra sobre o tema com Roberto Ramos, diretor da Brasil S e representante no Brasil do The Climate Project, na terça-feira (dia 21) às 18h. Nela, será possível saber mais sobre o aquecimento global, o uso de recursos naturais e seu impatco ambiental. Na segunda parte, Roberto apresenta soluções para a crise e mostra que ser verde pode ser um bom negócio – e que cidades como Búzios podem não apenas contribuir, mas também tirar vantagem deste processo.  

Desenho na prancha – Primeira marca de parafina a desenvolver uma fórmula totalmente orgânica – feita à base de soja, sem derivados de petróleo em sua composição – a Sticky Bumps realizará um concurso para eleger o melhor desenho feito com as parafinas coloridas Day Glo em uma prancha. O concurso acontece no domingo, dia 26,  durante as finais do campeonato.  

Autógrafos – A programação social do Brasil Surf Pro invade também a noite de Búzios com uma sessão de autógrafos dos atletas da equipe HD que participam da competição. Grandes nomes do cenário nacional como Pedro Henrique, Pablo Paulino, Odirlei Coutinho e Ricardo Ferreira receberão o público no Chez Michou da Rua das Pedras na sexta-feira, a partir das 20h.  

Na areia – Durante a competição o público também conhecerá a recém-criada Área de Proteção Ambiental Marinha Corais de Búzios, numa parceria com a Secretaria do Meio Ambiente e a ONG Coral Vivo. Brincadeiras, gincanas e oficinas pedagógicas farão a alegria das crianças. Uma equipe de pedagogia realizará atividades como pinturas, cruzadinhas, labirinto e desenhos livres sobre o tema ambiental, jogos cooperativos em equipe envolvendo o tema água, reciclagem e meio ambiente, além da produção de “Arte-Mosaico” com materiais recicláveis.  

Os alunos das escolas da rede municipal também experimentarão o clima da competição através de visitas guiadas à praia em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME) de Búzios. Uma pedagoga e uma equipe de monitores, cedidos pela SME, conduzirão atividades pedagógicas, como gincanas e brincadeiras educativas lúdicas, apresentando os temas sustentabilidade, biodiversidade marinha e a importância dos corais para a saúde dos oceanos.

 O Brasil Surf Pro 2010 teve como campeões da etapa de abertura o carioca Leo Neves e a paulista Suelen Naraisa. Na segunda etapa, Suelen repetiu o desempenho e o potiguar Alan Jhones ficou com o título, chegando à liderança na do ranking brasileiro. A competição contará com outras duas etapas depois de passar por Búzios: de 03 a 07 de novembro, aporta na Praia do Joaquina, em Florianópolis, e de 08 a 12 de dezembro, no Rio, define os campeões da temporada. A competição distribui, nas cinco etapas, uma premiação recorde de R$ 1 milhão.  

O Brasil Surf Pro 2010 é patrocinado pela Petrobras, Skol e HD (Hawaiian Dreams). Tem apoio da Azul – Linhas Aéreas Brasileiras, dos canais SporTV e Multishow, da Editora Globo (Revistas Época e Época Negócios) e da TV Jam. O campeonato conta com recursos da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. A organização e realização são da Brasil1 Esporte, a chancela é da ABRASP(Associação Brasileira de Surf Profissional) e a produção é da Max Sports. A Oi FM é a rádio oficial do Brasil Surf Pro.

Ranking – Brasil Surf Pro

(Após duas etapas)

 

1. Alan Jones (RN) 1730 pontos

2. Léo Neves (RJ) 1400

3. Rudá Carvalho (BA) 1360

4. Marcio Farney (CE) 1260

5. Hizunome Bettero (SP) 1220

6. Heitor Pereira (SP) 1130

6. Renato Galvão (SP) 1130

8. Tânio Barreto (AL) 1090

9. Flavio Nakagima (SP) 1010

9. Jean da Silva (SC) 1010

9. Messias Felix (CE) 1010

9. Odirlei Coutinho (SP) 1010

9. Pedro Henrique (RJ) 1010

 

Fonte: Media Guide Comunicação

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.