Brasilia faz 50 anos

População visita capital do Brasil
 

A Esplanada dos Ministérios amanheceu  repleta de pessoas para participar das comemorações dos 50 anos da capital federal. Neste momento, próximo à Biblioteca Nacional, muitas crianças, acompanhadas dos pais, se aglomeram para assistir a um desfile com personagens de Walt Disney. 

Muitas atrações foram preparadas para o público. Às 9h, houve a troca da Bandeira Nacional na Praça dos Três Poderes. Uma grande arena de vôlei de praia está lotada para a etapa do Campeonato Brasileiro da modalidade.  

O tempo hoje em Brasília é claro, sem nuvens, o que favorece o clima de festa. A organização do evento montou várias áreas de descanso. São tendas que protegem pequenas praças improvisadas, com bancos, para as pessoas descansarem. 

Também há muitos estandes espalhados pela avenida vendendo artesanato. Os vendedores ambulantes tomam toda a lateral norte do Eixo Monumental, entre o Teatro Nacional e os ministérios.

 População lota a Esplanada dos Ministérios para a festa dos 50 anos de Brasília

Há pessoas como João da Cruz, morador de Ceilândia, que chegou à Esplanada por volta das 4h da manhã com o objetivo de conseguir um lugar para vender pastel. Ele disse que passou a noite preparando a massa e os recheios e que pretende faturar o dia todo. O vendedor acredita que o horário de maior movimento será no fim da tarde, quando muitos artistas estarão se apresentando no palco principal montado em frente ao Congresso Nacional.

 A catedral, um dos cartões postais da cidade e um dos monumentos mais visitados – que passa por obras -, não ficou pronta a tempo de ser aberta para a festa. Ainda falta o acabamento dos vitrais, e a igreja continua fechada. 

Na Esplanada, há ainda uma imensa Bandeira do Brasil, hasteada por dois guindastes, no local onde as Forças Armadas montaram seus estandes.  Uma exposição de fotos mostra o trabalho dos militares na Amazônia, os colégios militares, os radares desenvolvidos pelos centros tecnológicos, o atendimento de saúde às populações atingidas por calamidades e a participação em missões de paz. Também são mostrados equipamentos como tanques e canhões.

Fonte: Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.