Caixa amplia participação no Turismo

Caixa amplia participação no Turismo
 

A Caixa Econômica Federal apresentou ontem (23), em Brasília, seus resultados para o setor de Turismo, na 30ª Reunião do Conselho Nacional do Turismo (CNT). Foram aplicados, em 2010, R$ 2,5 bilhões em crédito, até o mês de agosto, para empresas do setor. Com esse desempenho, a CAIXA se destacou entre os bancos oficiais que apoiam o Turismo, respondendo por quase 63% dos recursos aplicados no ano e permanecendo no primeiro lugar do ranking do Ministério do Turismo. A média, de R$ 317 milhões mensais em empréstimos, supera a estabelecida no ano passado (cerca de R$ 237 milhões), quando o banco investiu R$ 2,98 bilhões em crédito para o Turismo, valor 105% maior do que aplicado em 2008, que chegou a R$ 1,45 bilhão. 

“A CAIXA, o banco que mais empresta para o trade turismo, deve aumentar esta média no segundo semestre, já que a expectativa é que sejam emprestados R$ 3,8 bilhões até o final do ano”, explica o vice-presidente de Pessoa Física, Fábio Lenza. 

O bom resultado da CAIXA é fruto de um trabalho iniciado em 2003, quando o banco definiu a Cadeia Produtiva do Turismo como um de seus nichos estratégicos. Com isso, identificou as peculiaridades e necessidades do setor, o que possibilitou desenvolver produtos específicos para o trading.   

Em 2009, após divulgação da estratégia de atuação com as micro e pequenas empresas do segmento turístico, que têm representatividade de quase 97% da Cadeia Produtiva, a CAIXA ampliou seu portfólio de produtos para empresas do setor, com o lançamento do FAT Giro Setorial. A atuação do banco, em parceria com o Ministério do Turismo, se consolidou com o patrocínio do Salão do Turismo, em São Paulo, considerado o maior da América Latina. 

Espera-se que a participação da CAIXA no Turismo seja ainda melhor nos próximos meses, considerando que as empresas do setor começam a se preparar para receber os turistas que virão assistir à Copa do Mundo de 2014 e às Olimpíadas de 2016. Entretanto, o banco não se preocupa apenas com o segmento empresarial. “A preocupação da CAIXA é atuar em todas as frentes e, por isso, a instituição também tem linhas específicas para os próprios turistas, além de ser o agente repassador de todas as verbas do Ministério para os estados e municípios”, explica Fábio Lenza. Desde 2003, a CAIXA já repassou R$ 7,4 bi para os governos estaduais e municipais.  

Crédito para pessoas físicas – Entre outros produtos, como o CDC Turismo, o cliente também tem à sua disposição o Crediário CAIXA Fácil, que financia pacotes de viagens de até R$ 10 mil, parcelados em até 24 meses. Nessa modalidade de financiamento, a avaliação da capacidade de pagamento do cliente é feita instantaneamente, por sistema on-line da CAIXA, na própria loja conveniada. TAM, CVC e Turismo Carrefour já firmaram parceria com o banco, para financiar pacotes turísticos aos clientes pessoa física, correntistas ou não, diretamente em suas lojas. 

Outro produto de destaque é o Cartão Turismo CAIXA, nas bandeiras MasterCard e VISA, desenvolvido especialmente para atender a uma demanda do turismo interno e que tem superado as expectativas. Comparado com o mesmo período de 2009, constatou-se, de janeiro a agosto de 2010, crescimento de 21% em volume de transações no cartão que, desde a sua criação, em dezembro de 2004, já teve mais de 1,6 milhão de unidades vendidas. Somente em 2010, até o mês de agosto, 213 mil novos cartões já foram retirados na CAIXA. Os clientes têm R$ 828 milhões em crédito disponíveis para gastar no setor. Para utilizar o produto, é preciso recorrer a estabelecimentos do trade turístico. Atualmente, a rede de aceitação conta com agências de viagens, companhias aéreas, terrestres e marítimas, hotéis e pousadas, locadoras de veículos, parques temáticos, clube de férias, bares, restaurantes, museus e outros atrativos. 

Fonte: Caixa Econômica Federal

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.