Caminhada Ecos promove cultura

Caminhada aconteceu com alunos da Uerj
 
Cerca de 50 pessoas participaram da caminhada Ecos da Cultura na Cidade Nova e na Praça Onze dos Bambas do Samba, que partiu da estação de metrô Estácio/Cidade Nova e seguiu pelos bairros Estácio e Cidade Nova, Avenida Presidente Vargas, Praça Onze, Passarela do Samba, Terreirão, Escola Tia Ciata, Igreja e Campo de Santana, Praça da República, Casa da Moeda e Arquivo Nacional.
– Este projeto tem como objetivo descortinar as geografias do Rio de Janeiro. Também analisamos a cultura, história, religiosidade e música, entre outros pontos. O projeto tem a intenção de contribuir para a autoestima do carioca, fazer com que ele descubra os lugares onde mora. Estamos preocupados em falar de outra face da cidade, não a face que todo o dia é explorada: a violência – explicou João Baptista.
O professor de Geografia Leonardo Porfírio Cardoso, de 43 anos, morador de Brasília, contou que esta foi a primeira vez que fez a caminhada.
– Gosto de fazer passeios culturais sempre que venho ao Rio. Resolvi participar deste projeto, após o convite de uma prima, que me mandou um e-mail falando destes passeios. Pude observar a cultura e a arquitetura belíssima da região. Estas visitas foram importantes porque não conhecia bem esta parte do Rio – declarou o professor.
De acordo com o professor João Batista, muitos percursos do projeto Roteiros Geográficos do Rio já acontecem há oito anos, enquanto o roteiro noturno existe há dois anos. O professor adiantou que no mês de setembro promoverá um passeio que percorrerá da Pedra do Sal à Rádio Nacional.
O historiador Alexandre do Nascimento Pires, de 29 anos, participou pela terceira vez do projeto e pensa ainda em fazer outros passeios.
– Sempre trabalhei e estudei aqui no Centro e tive a curiosidade de conhecer mais o entorno. Não poderia ter perdido esta oportunidade – comemorou o historiador.
No próximo dia 22 (quarta-feira), o projeto Roteiros Geográficos do Rio segue com(Re)conhecendo a Periferia do Centro do Rio a Pé. Com encontro às 13hs, no Centro Cultural Light (Avenida Marechal Floriano, 168 – próximo do metrô Presidente Vargas), o roteiro passará pelo Palácio Itamaraty, Gare Dom Pedro II/Central do Brasil, Campo de Santana, Museu do Rádio, Daspu, Real Gabinete Português de Leitura, Largo de São Francisco, Igreja de São Benedito/Nossa Senhora do Rosário, Convento de Santo Antônio, Teatro Municipal, Convento de Santo Antônio e Confeitaria Colombo.
Pela segunda vez, o professor João Baptista oferecerá no dia 28 (terça-feira), o roteiro Descortinando as Geografias do Catete, Flamengo e Glória. O passeio sairá da Igreja da Glória, no alto do Outeiro, às 9h30. O grupo seguirá pelo Plano Inclinado até a Praça do Russel, onde está o monumento ao padroeiro da cidade São Sebastião. De lá, segue em direção ao Flamengo, passando antes pelo Memorial Getúlio Vargas e visita ao Castelinho. O grupo seguirá pela Rua Dois de Dezembro, Travessa Pinheiro, Rua Machado de Assis, Largo do Machado, Bento Lisboa, Artur Bernardes e Rua do Catete, com seus sobrados centenários e corredor gastronômico, e terminará com uma visita ao Museu da República.
Encerrando o mês, o projeto Roteiros Geográficos do Rio repete, no dia 30 (quinta-feira), o roteiro Noturno do Centro do Rio a Pé que abriu a programação de julho, também às 20h30.
Os interessados em participar dos passeios guiados podem se inscrever pelo endereço de e-mail: roteirosgeorio@uol.com.br. O projeto conta com a participação de bolsistas e integra as atividades do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Espaço e Cultura, do Departamento de Geografia, da Uerj.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.