Carnaval terá pista reversível na Niterói-Manilha

Novidade da Niterói-Manilha
 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária Autopista Fluminense anunciaram, na tarde desta segunda-feira, um projeto piloto de mudanças de tráfego na Niterói-Manilha, trecho de maior movimentação da rodovia BR-101 Norte. O objetivo é reduzir os engarrafamentos em direção à Região dos Lagos no carnaval. Nos dias 4 e 5 de março, sexta-feira e sábado, será implementada faixa reversível em direção à Região dos Lagos num trecho de oito quilômetros entre Aldeia da Prata (Km 299) e Duques (Km 291). Com isso, haverá três pistas no sentido Região dos Lagos e uma pista no sentido Niterói. A mudança ocorrerá apenas no período diurno, entre 6h e 18h.

Nos dias 3, 4 e 5 de março, haverá o fechamento de dois pontos de ônibus. A parada localizada em frente ao supermercado Assaí será interditada e substituída por outras duas: uma na descida da Ponte Rio-Niterói para quem vem do Rio e outra na Avenida Jansen de Mello, para quem vem de Niterói. O atual ponto localizado no Trevo de Manilha será fechado e substituído por outro cem metros à frente, para quem vai para a Região dos Lagos. Quem for para Magé, só terá a opção de parada na BR-493.

A partir desta semana, a Autopista Fluminense já começará a divulgar com cartazes as mudanças no trânsito para que nenhum motorista seja pego de surpresa. No início e no fim da faixa reversível, equipes da PRF e da concessionária estarão de prontidão para ajudar a orientar o tráfego. A divisão das pistas será feita com cones, colocados a cada 20 metros.

A faixa reversível não será aplicada no retorno do feriadão. A expectativa da PRF com a mudança será de um ganho de pelo menos quatro horas com as medidas. No último réveillon, de acordo com o órgão, a empresa de ônibus 1001 estimou em cerca de 13,5 horas o trajeto Rio-Cabo Frio-Rio. Para este carnaval, a perspectiva da PRF é de cerca de nove horas.

Preocupação também a preservação ambiental
Os órgãos ambientais estaduais e municipais também vão se unir para combater a degradação ambiental na região litorânea no carnaval. Um dos principais alvos são os flanelinhas, que derrubaram a vegetação de reestinga para abrir vagas em estacionamentos. O problema mais grave ocorre na Praia das Conchas, na Apa do Pau-Brasil, em Cabo Frio, onde faltam vagas para os carros de banhistas. No ano passado, foram abertas imensas clareiras na mata virgem para ampliar estacionamentos.

Na Rodovia Rio-Santos, acesso a Angra dos Reis e Paraty, não há previsão de grandes congestionamentos porque o trecho inicial de 26 quilômetros, entre Santa Cruz e Itacuruçá, foi duplicado e o Dnit concluiu as obras de contenção de encostas na altura do Condomínio Portogalo. O trânsito só costuma engarrafar na volta ao Rio, no afunilamento do túnel de Mangaratiba.

Na BR-101 Norte, os grandes problemas são os afunilamentos de pista na Avenida do Contorno, logo na saída da Ponte Rio-Niterói, e nos trevos de Manilha e de Varandinha, em Itaboraí. O contrato de concessão prevê obras nestes locais, mas não há previsão para início da duplicação da Avenida do Contorno e correção das curvas outros trechos.

Fonte: PRF

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.