Ceasa ganha batalhão de Polícia Militar

Ceasa ganha batalhão de Polícia Militar
 
Com a divisão da área de atuação do 9° Batalhão da Polícia Militar (Rocha Miranda) e a criação do 41° BPM (Ceasa), ambos na Zona Norte do Rio, a Secretária de Segurança tem a expectativa de reduzir os principais índices de criminalidade em Irajá, Pavuna, Madureira e outros bairros da região.
 
A partir desta sexta-feira (10/9), com a inauguração da nova unidade de policiamento ostensivo, comerciantes da central de abastecimento e moradores de uma das áreas mais conflagradas da cidade passam a ser melhor assistidos em suas demandas e necessidades de segurança pública.
Hoje pela manhã, os secretários de Segurança, José Mariano Beltrame, e de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Pesca, Alberto Mofati, acompanhados do coronel Álvaro Rodriguez Gama, representando o comandante-geral da PMERJ, coronel Mário Sérgio Brito, entregaram o novo Batalhão da Polícia Militar, instalado no interior do mercado. O terreno, de 14 mil metros quadrados, onde foi construída a unidade, foi cedido pela Ceasa e tem capacidade para abrigar 300 policiais militares.
 
Para Beltrame, a criação do 41° BPM já pode ser considerada um marco na Secretaria de Segurança, que inicia o trabalho de apresentação de mudanças planejadas na arquitetura e no aparelhamento das instituições. O secretário observou que o problema de violência e da criminalidade na região do Irajá já era para ter sido resolvido há muito tempo, mas a falta de ações planejadas muito mais tempo atrás fez com que se estendessem até hoje.
 
– A construção e entrega dessa obra tem o significado da parceria público-privada, da participação da população e da preocupação e reconhecimento da própria instituição da necessidade de dividir uma área imensa como era a área do 9°Batalhão. E, a nova unidade demonstra também que devemos buscar uma adequação aos tempos modernos, incluindo novas estruturas de imóveis e tecnologias. Tudo precisa ser adaptado ao nosso tempo, como o 41° Batalhão que estamos inaugurando hoje – explicou Beltrame.
 
O novo Batalhão de Polícia Militar foi construído pela Associação Comercial dos Produtores e Usuários da Ceasa Grande Rio (Acegri), que investiu cerca de R$ 5 milhões.
Segundo Mofati, a instalação do BPM faz parte do processo de revitalização da Ceasa, iniciado em 2007, que inclui a reordenação do setor de caixotaria, remanejado para outro local dentro do mercado, além de melhorias gerais das condições daquele ponto de comercialização. – A necessidade de segurança naquela região é um consenso e a presença do batalhão possibilitará policiamento mais ostensivo e marcante, dando a própria polícia uma logística de deslocamento mais fácil na área. Também promoverá a integração entre a PM e a população que vive ali – afirmou.
 
Participam também da cerimônia os presidentes da Ceasa, Mário Domingues, e da Acegri, Waldir Lemos, entre outros representantes do setor.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.