Cedae faz ação conjunta com Light e CEG

Cedae faz ação conjunta com Light e CEG
 
Sob o comando da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD), a Cedae participou nesta quarta-feira (2/2) de ação conjunta com Light e CEG para identificar ligações clandestinas em suas redes. Várias lojas foram vistoriadas pelas equipes das concessionárias. A operação de combate ao furto de água, luz e gás foi realizada no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Todos os proprietários foram intimados a comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos.
 
A equipe da Cedae encontrou “gato” de meia polegada de diâmetro no depósito da loja de material de construção Colonial d´Jacutinga, no bairro de mesmo nome. Com nove funcionários, o estabelecimento, na Rua Delfina Borges, 1296, tem duas caixas d´água de mil litros cada. O proprietário foi notificado para regularizar o cadastro do imóvel junto à Cedae por se tratar de comércio e não domicílio como está registrado.
 
– O furto de serviços como o fornecimento de energia, água ou gás é crime, com pena, prevista em lei, de um a quatro anos de prisão – afirmou o presidente da Cedae, Wagner Victer.
No mesmo bairro, Jacutinga, foi identificada ligação clandestina de ¾ de polegada de diâmetro na Transportadora KR 1000 Ltda, na Rua Álvaro Chaves, 109, que tem 28 funcionários. O responsável foi intimado a dar explicações na delegacia.
 
Com 30 funcionários e vaga para 40 carros, o estacionamento explorado pelo Hospital das Clínicas de Nova Iguaçu, em frente à unidade, na Rua Cirilo, 94, no bairro Juscelino, também tinha “gato” de meia polegada de diâmetro. O estacionamento fica em área de aproximadamente 1,8 mil metros quadrados, com 12 salas, oito banheiros, churrasqueira e seis caixas d´água, sendo duas de 5 mil litros e quatro de mil litros, num total de 14 mil litros.
 
Os técnicos da Cedae também identificaram irregularidade na Sorveteria Tribom, na Rua Lafayete Pimenta, 331, em Comendador Soares. O proprietário foi multado sob suspeita de manipulação do hidrômetro, que estava com o selo violado.

Fonte: Nova Cedae

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.