Centro de Operações alerta para passagem de frente fria pelo município do Rio

A partir da manhã de sábado, dia 1º e domingo, dia 2, o avanço da frente fria vai provocar a entrada de ventos úmidos do oceano na cidade
 
 Agência Brasil

O Centro de Operações Rio (COR) alertou para a passagem de uma frente fria pelo município que ocasionará aumento de nebulosidade e ventos moderados a fortes a partir da manhã deste sábado, 1º.  Conforme a previsão, haverá pancadas de chuva no período durante a manhã e a tarde, podendo ocorrer chuva de intensidade forte de forma pontual.

 

 

Para o domingo (2), o avanço da frente fria vai provocar a entrada de ventos úmidos do oceano na cidade. Com isso, está previsto céu encoberto com chuva fraca a moderada ao longo do dia, mas não está afastada a possibilidade de chuva forte isolada. As temperaturas terão declínio acentuado.

 

 

 

O COR destacou que “os modelos numéricos de previsão do tempo indicam a ocorrência de maiores acumulados de precipitação, principalmente, entre a tarde de sábado e a madrugada de segunda-feira, 3. Para esse dia, permanece a previsão de chuva fraca a moderada isolada a qualquer hora do dia no município.

 

 

Críticas

Na semana passada, após dois dias de chuva forte, com efeitos mais severos na terça- feira (20), quando vários bairros sofreram enchentes e boa parte da população ficou presa em ônibus e carros, sem poder seguir a viagem ou se arriscando a trafegar ou caminhar em locais alagados, o COR recebeu críticas por não ter respondido imediatamente aos problemas e alertado, de forma adequada, a população sobre a intensidade da chuva prevista.

 

 

O secretário de Ordem Pública do município do Rio, Paulo César Amêndola, chegou a admitir que não houve alertas prévios, mas acrescentou que a prefeitura não pretendia causar pânico na população para um fato que ainda não tinha ocorrido. Segundo o secretário, o perfil do COR, na administração atual, passou a priorizar a segurança pública.

 

 

Por causa da expectativa de manifestações pela greve geral convocada por centrais sindicais e movimentos sociais para esta sexta-feira, com possibilidade de interrupção no trânsito nas vias da cidade, o COR informou que o município tinha entrado em estágio de atenção às 6h20 e às 20h55 ainda permanecia.

 

 

 

Crivella

Em visita ao COR, na manhã de sexta, dia 30 de junho, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, disse que foi rápida a resposta do órgão às interrupções que ocorreram cedo na Avenida Brasil, no acesso ao Aeroporto Internacional Tom Jobim e na Linha Vermelha. “Nesses três episódios, o principal problema foi que, em um deles, houve queima de pneus e aí foi importante a atuação do COR, porque rapidamente se notificou os bombeiros, que em poucos momentos foram lá e apagaram o incêndio”, apontou.

 

 

 

Crivella contestou a necessidade de permanecer no COR acompanhando as operações. Disse que o secretário Amêndola estava presente desde cedo e que o informava sobre todas as movimentações. “O importante é que as câmeras estão funcionando, o nosso sistema está funcionando. Mais importante ainda do que a presença de um ou outro funcionário, o sistema precisa funcionar e funcionou”, disse.

 

 

 

Prioridade

O prefeito reconheceu uma mudança na atuação do COR. “Houve sim [mudança no perfil]. Aqui no COR, a gente tem que priorizar, na vida é sempre assim. O grande problema que atormenta o cotidiano dos cariocas é a questão de segurança nos dias de hoje. Portanto, o COR, como a nossa Guarda Municipal, é muito voltado para fiscalizar roubos, furtos, roubos de carros”, comentou.

 

 

O prefeito destacou que, apesar da mudança de perfil do COR, quando houver previsões de virada no clima, o órgão vai alterar a prioridade. “Quando há previsão de muita chuva, é claro que a prioridade passa a ser as nossas áreas possíveis de desabamento, as nossas comunidades. Temos muitos [locais de risco], como o maciço da Pedra Branca, o maciço da Tijuca, que passam a ser nosso ponto focal. Uma vez que o sol brilhe no céu voltamos a atenção para a questão da segurança”, indicou.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.