Cerca de 480 presos provisórios deverão votar

Eleições 2010
 
As eleições deste ano no Rio contarão com o voto de 478 presos provisórios, que estão detidos em nove carceragens e unidades socioeducativas do estado. Entre os eleitores que estão nessa situação, 167 são jovens infratores. Os dados foram divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Segundo as leis brasileiras, presos que ainda não tenham sido condenados mantêm seus direitos políticos. A documentação dos presos, para que eles possam votar, foi garantida por meio de uma parceria da Procuradoria Regional Eleitoral com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
Para garantir os mesários nessas carceragens, o corregedor regional eleitoral do Rio, juiz Luiz de Mello Serra, explica que o TRE pediu ajuda a outros órgãos públicos e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 
“Por meio de um ato, pediu-se apoio às comunidades, como a Ordem dos Advogados, como a Defensoria Pública, aos próprios guardas penitenciários e às pessoas que trabalham nessas unidades prisionais. É um grupo grande de pessoas envolvidas que vão trabalhar como mesários nesses locais”, disse Serra. 
O TRE instalará urnas apenas nas carceragens que têm, pelo menos, 20 eleitores: as unidades para jovens infratores João Luiz Alves, Santo Expedito e de Belford Roxo, e as carceragens da Polícia Civil de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, São Gonçalo, São João de Meriti, Mesquita e Araruama.

Fonte: Agência Brasil

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.