Chanceler argentino nega validade legal do referendo sobre as Ilhas Malvinas

O tema é constante nos diálogos da diplomacia argentina com autoridades estrangeiras
 

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Argentina, Héctor Timerman, disse que não tem “valor legal” o referendo sobre o estatuto político das Ilhas Malvinas (Falklands, para os ingleses), sob domínio britânico. O referendo está marcado para os dias 10 e 11 de março.

 

 

Nas Ilhas Malvinas, vivem cerca de 3 mil pessoas e a região é motivo de disputa com a Argentina desde 1833. Em 1982, os dois países entraram em confronto armado que acabou com a vitória dos britânicos.

 

 

O tema é constante nos diálogos da diplomacia argentina com autoridades estrangeiras. Na América Latina, a Argentina conta com o apoio da maioria dos países. O Brasil é um dos que apoian a reivindicação argentina sobre as Ilhas Malvinas.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.