Chávez aparece em fotos, mas tem dificuldades para falar

Essas são as primeiras imagens do presidente desde que foi operado em 11 de dezembro
 

O governo da Venezuela divulgou no sábado (15) as primeiras fotografias do presidente Hugo Chávez desde que viajou a Havana, há mais de dois meses, para se tratar de um câncer. Nas fotos, Chávez aparece deitado em uma cama ao lado das duas filhas, Maria Gabriela e Rosa Virginia, que o acompanham desde que viajou a Cuba, no início de dezembro.

 

 

De acordo com um comunicado lido pelo ministro da Comunicação da Venezuela, Ernesto Villegas, o presidente tem dificuldades para falar e respira com a ajuda de uma traqueostomia, devido a sequelas da infecção respiratória adquirida após a cirurgia para combater o câncer.

 

 

“A infecção respiratória (…) foi controlada, mas ainda persiste um certo grau de insuficiência. Devido a essas circunstâncias, que estão sendo devidamente tratadas, o presidente Chávez respira através de cânula traqueal, que lhe dificulta temporariamente a fala”, disse Villegas, em pronunciamento transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão.

 

 

O governo venezuelano informou ainda que a equipe médica cubana aplica “tratamento enérgico” para combater o câncer e que sua aplicação “não está isenta de complicações”.

 

 

Em uma das fotografias, Chávez aparece segurando o diário cubano Granma de quinta-feira (14), para mostrar a veracidade da data em que a imagem teria sido feita. A traqueostomia não é visível na foto, já que parte do pescoço de Chávez está coberta pela jaqueta esportiva que passou a usar desde que adoeceu.

 

 

Essas são as primeiras imagens do presidente desde que foi operado em 11 de dezembro para extração de um novo tumor na região pélvica, sua quarta cirurgia em um ano e meio.

 

 

O governo ressalta comunicado que, depois de dois meses de um “complicado processo pós-operatório”, Chávez “mantém-se consciente, em completa integridade de suas funções intelectuais e em estrita comunicação com sua equipe de governo”.

 

 

Em 8 de dezembro, Chávez admitiu que a reincidência do câncer poderia afastá-lo da vida política e apontou o então vice-presidente Nicolás Maduro como seu sucessor político.

 

 

Desde então, Chávez não foi mais visto ou ouvido em público. Membros de seu gabinete, no entanto, afirmam que ele continua à frente da Presidência e que está dando ordens.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.