Chega a 70 número de presos em megaoperação militar no Rio

O comando da Intervenção Federal anunciou o nome do novo porta-voz, o coronel do Exército Marcus Vinicius Mansur Messeder
 

O número de presos chega agora a 70 na megaoperação das forças militares nos complexos do Alemão, da Maré e da Penha. Também subiu para 7.347 o número de pessoas revistadas. As informações acabam de ser atualizadas pelo Comando Militar do Leste.

 

 

Ao todo, 4.230 militares apoiados por 70 policiais civis estão desde a madrugada de ontem no complexo que reúne 26 comunidades e cerca de 550 mil habitantes.  Até agora, sete pessoas foram mortas, sendo cinco suspeitos e dois militares.

 

 

Foram apreendidos 14 armamentos, sendo cinco fuzis, 1.045 munições, sete carregadores, 554 quilos de maconha, uma moto e um colete a prova de balas, além de barricadas retiradas. É o quarto dia consecutivo de operações no complexo.

 

 

Agora à tarde, serão enterrados os corpos dos dois militares mortos na operação de ontem. Fabiano de Oliveira Santos, de 36 anos, e João Viktor da Silva, de 21, serão enterrados no Cemitério de Engenheiro Pedreira, em Japeri. Eles foram os primeiros militares mortos em confronto desde o início da intervenção, em fevereiro.

 

 

O soldado Marcus Vinicius Viana Ribeiro sofreu um ferimento na perna e seu estado inspira cuidados, mas ele não corre risco de vida

 

Novo assessor

O comando da Intervenção Federal anunciou o nome do novo porta-voz. É o coronel do Exército Marcus Vinicius Mansur Messeder. Ele substitui ao coronel Rogerio Itamar, que deixou o cargo ontem. Mineiro de Belo Horizonte, o coronel Messeder tem 45 anos e ingressou no Exército em 1990, na Academia Militar das Agulhas Negras.

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.