Chatô poderá virar minissérie na Globo

Cinebiografia do jornalista pode ser exibida em dez capítulo na emissora
 

O filme “Chatô: O Rei do Brasil”, dirigido por Guilherme Fontes, pode ganhar uma minissérie na TV. O longa, que teve a produção iniciada há 20 anos, ainda não foi lançado, mas deve ir aos cinemas ainda neste ano.

 
 
 
Crédito:Divulgação
O ator e diretor Guilherme Fontes diz que preparou uma versão televisiva em dez capítulos da cinebiografia inspirada no livro do jornalista e escritor Fernando Morais. A ideia é oferecer a minissérie para a Globo, que já tem os direitos de exibição do filme.
 
 
 
 
Guilherme Fontes planeja convidar os atores que filmaram o longa original: Marco Ricca, no papel do jornalista, Andrea Beltrão, Paulo Betti e Leandra Leal. “Só a Leandra cresceu ‘um pouquinho'”, brincou o diretor. À época das gravações iniciais, a atriz tinha 17 anos.
 
 
 guilherme_fontes
 
O jornalista e empresário Francisco Assis Chateaubriand Bandeira de Mello foi um dos homens mais influentes do Brasil nas décadas de 1940 e 50. Proprietário dos Diários Associados, que chegou a reunir diversos jornais, revistas e emissoras de rádio, foi também pioneiro da TV no país ao criar a TV Tupi.
 
 
 
 
Recursos
No último dia 21, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) arquivou uma ação que acusava o ator e diretor Guilherme Fontes de improbidade administrativa por suposto mau uso de recursos públicos captados para a produção do filme.
 
 
 
 
O tribunal concluiu que o artista não poderia ter sido processado pelo fato de a ação não associá-lo a um agente público. O entendimento do órgão é que ações de improbidade administrativa devem ter sempre como réu pelo menos um agente responsável pelo crime.
 
 
 
 
 
A ação civil foi movida pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2010 e indicava que a empresa de Fontes recebeu R$ 51 milhões, em forma de isenção fiscal por patrocinadores, para fazer o longa. À época, o MPF afirmava que a obra nunca havia sido concluída e que não foram prestadas contas dos gastos realizados.
 
 
 
 
Assista ao trailer do filme:
 
 
 
 
 
 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.