Estreia “TUDO QUE EXISTE ENTRE NÓS” – no Espaço SESC, dia 12 de dezembro

Ivan Sugahara dirige montagem luso-brasileira com elenco multicultural
 

20100907_EntreMitos_TudoQueExisteEntreNós_MEF_Tiago_Duarte-6 (640x427)

 

TUDO QUE EXISTE ENTRE NÓS estreia dia 12 de dezembro, 21h no Espaço Sesc. De diferentes nacionalidades que têm em comum o uso da Língua Portuguesa, os atores Bruno Huca (moçambicano), Letícia Liesenfeld (brasileira), e Vítor d’Andrade (português) chegam ao Rio sob a direção de Ivan Sugahara com esse espetáculo que foi apresentado em Oeiras, Portugal, em 2010.

 

 

“Fui convidado pela MITO – Mostra Internacional de Teatro de Oeiras (Portugal) para integrar o programa Bolsa de Criação Artística MITO. Durante um mês e meio eu morei em Oeiras, ensaiando intensivamente com os atores para a construção do espetáculo, que foi apresentado no festival. A recepção do público foi muito positiva. Desde então, tentamos trazer a peça ao Brasil e, felizmente, conseguimos.” 

 

 

“Conhecemo-nos no primeiro dia de ensaio. Não nos apaixonamos, mas aproximamo-nos. É a história de dois homens e uma mulher, a história da nossa aproximação. “Demasiada vontade de amar vocês”. Não o que poderia existir entre nós, mas o que pôde e pode existir entre nós. Tudo que existe entre nós.” – Ivan Sugahara (trecho do texto do espetáculo)

 

 

A montagem tem como base os temas da “aproximação” e “separação” entre pessoas e culturas. Leva o espectador a pensar sobre o que aproxima e o que separa esses países que partilham a mesma língua, mas que por vezes possuem costumes tão diversos. No caso, trata-se de uma reflexão diretamente relacionada à experiência dos seus intérpretes. Como a vida os juntou nesse trabalho e na cidade onde vivem (todos moram em Lisboa já há algum tempo) e o que seguirá distinguindo-os. Nesse sentido, o espetáculo resgata os momentos de partida de seus países de origem, bem como de sua chegada em Portugal, procurando traçar um mapa afetivo das suas vivências, o que encontraram, o que deixaram pra trás, o que permanece. Para além da língua portuguesa, o que há em comum entre eles? O quanto suas nacionalidades determinam suas identidades? Ou ainda, em que medida a sua aproximação se deu justamente por serem de origens distintas?

 

 

Além de levar à cena suas trajetórias interculturais, a peça aborda suas vivências amorosas, suas uniões e seus rompimentos. O modo como surge o interesse pelo outro, a violência do desejo, a vontade de se fundir com o ser amado, a necessidade de diferenciação, o fim do amor, a dificuldade de deixar o outro partir. O que há de particular e universal em cada uma das suas histórias? E, nesse sentido, o quanto nossas experiências nos tornam um coletivo e o quanto nos lembram da nossa condição solitária? No intuito de procurar possíveis respostas a essas perguntas, a montagem tenta reviver instantes precisos em que nasce a paixão ou conversas definitivas sobre a separação.

 

 

Para contribuir na reflexão sobre essas questões, são utilizados textos e músicas de artistas de origens diversas. A encenação recorre ainda a escritos de ordem científica a respeito da atração e repulsão dos corpos, explorando os conceitos de eletricidade e atração gravitacional. Desta forma, mescla as linguagens documental, ficcional e científica procurando esboçar um painel sobre o que existe entre nós que, ao mesmo tempo, nos aproxima e nos afasta.

 

SERVIÇO:

TUDO QUE EXISTE ENTRE NÓS

Estreia: 12 de dezembro de 2013

Temporada: De 12 a 22 de dezembro

Local: Espaço SESC – MEZANINO – Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana

Bilheteria: 2547 0156 – de terça a domingo a partir das 15h

Horários: De quinta a sábado, às 21h – Domingo às 19h30

Duração: 70 minutos

Classificação Etária: 14 anos

Valor: R$ 20 (inteira); R$ 5 (Associados)

Não há reserva de ingressos

Vendas antecipadas das 15h as 19h

 

FICHA TÉCNICA

Direção e Dramaturgia: Ivan Sugahara

Atores: Bruno Huca, Letícia Liesenfeld e Vítor d’ Andrade

Criação: Ivan Sugahara, Bruno Huca, Letícia Liesenfeld e Vítor d’ Andrade

Assistência de Direção: Gabriel Salabert

Iluminação: Paulo César Medeiros

Cenografia: Carolina Sugahara

Figurino e Trilha Sonora: Ivan Sugahara

Programação Visual: Thiago Ristow

Fotografia: Carla Pereira, Thiago Ristow e Tiago Duarte

Assessoria de Imprensa: Minas de Ideias

Produção Executiva: Igor Veloso

Direção de Produção: Aline Carrocino

Realização: MITO – Mostra Internacional de Teatro de Oeiras

 

 

Assessoria de Imprensa : Minas de Ideias Comunicação Integrada – www.minasdeideias.com.br

Carlos Gilberto e Fábio Amaral – ascom@minasdeideias.com.br


 

0 comentários