Famosos se reúnem na pré-estreia do filme “Novela das Oito”

O filme retrata a juventude da década de 70
 

 

Na noite de terça-feira, dia 27 de março, o cinema Kinoplex Leblon, foi palco do tapete vermelho do filme “Novela das Oito”. Direção, elenco e muitos convidados foram prestigiar a première carioca do longa. Entre os presentes, astros do elenco como: Matheus Solano que foi acompanhado da esposa e atriz Paula Braum, Vanessa Giácomo que também estava com o marido e ator Daniel de Oliveira, Claudia Ohana, Thaís Miller que concorreu ao prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival Internacional de Cinema do Rio em 2011, Guilherme Duarte com a esposa e também atriz Juliana Oliveira, entre outros. Muitos famosos também foram prestigiar o elenco, Carla Diaz, Marcos Pitombo, Marcella Valente, Amanda Lee, Nalbert, Miguel Romulo, Perola Faria, entre outros.

 

 

Claudia Ohana contou à imprensa que apesar de participado da juventude dos anos 70 se dedicou muito e se preparou intensamente a personagem Dora. “Fiquei três meses me preparando para a personagem que é uma exilada política. Um período de ensaio, pesquisa e laboratório. Fiz visitas às pessoas que sofreram na ditadura, li e assisti muita coisa. Foi um processo longo, mas prazeroso. O que meu ajudou foi que na época eu tinha 15 anos e me recordo bem de como era toda a situação” – informou.

 

 

Já Vanessa Giácomo, que arrancou olhares e muitos flashes por conta de seu novo visual para a novela Gabriela, destacou detalhes da prostituta Amanda. “O filme se passa em 1978, o que me exigiu muita pesquisa para saber o comportamento da época. Assisti absolutamente tudo que se relacionava ao tema neste período. Inclusive muito material da novela “Dancin’ Days”, já que minha personagem é muito fã. E, apesar dos exageros, o mais difícil para mim foi encontrar um tom linear, e mais ameno a Amanda, não focar só o fato da prostituição”. O galã Matheus Solano pela primeira vez vive um homossexual na telona. Para ele, isso não foi problema, personagem é personagem.  “Não tive dificuldade em beijar outro homem. Não vi problema e não foi uma cena difícil. Não tenho pudores. A minha profissão me dá possibilidade de fazer coisas que eu não faço na minha vida. É por isso que eu amo interpretar. Todos os personagens desse  filme vivem um conflito pessoal, mas ao mesmo tempo passam por um processo de mudança e transformação”.

 

O diretor Odilon Rocha estreou seu primeiro longa, que já no Festival do Rio, em 2011, foi bem aceito pela crítica. Ele muito feliz e emocionado falou sobre o trabalho. “O filme tem São Paulo no cenário, mas o foco é o Rio de Janeiro. É mais do que um cenário, o Rio é um personagem da história.  A cidade ganha vida durante o longa. Foi maravilhoso reviver tudo de “Dancin’ Days”, a novela que foi uma homenagem à teledramaturgia brasileira. O trabalho está aí e agora vamos aguardar a resposta do grande público”.

 

 O longa, que estreia no dia 30 de março, é estrelado por Claudia Ohana, Vanessa Giácomo, Mateus Solano, Alexandre Nero e André Ramiro. Vencedor de Melhor Roteiro no Festival do Rio em 2011, o filme é um melodrama bem dosado com humor e ação. Com produção da Querosene Filmes, Cria Film(e)s e GeraçãoConteúdo e co-produção da Universal Pictures, cujos filmes no Brasil são distribuídos pela Paramount Pictures, A Novela das 8 presta uma homenagem à teledramaturgia brasileira.

 

Ficha Técnica

Brasil, 2011, 102 minutos

Direção: Odilon Rocha

Roteiro: Odilon Rocha

Direção de Fotografia: Uli Burtin

Montagem: André Finottti

Trilha Sonora: Tita Lima (co-produzida por Rossano Snel e Tejo Damasceno)

Direção de Arte: Valdy Lopes Jr.

Figurino: Cassio Brasil

Maquiagem: Rosemary Paiva

Produtores: Odilon Rocha, João Queiroz Filho

Co-produção: Universal Pictures

Co-produtores: Justine Otondo, Guilherme Keller

Produtores associados: Flavia Carvalho Doria, Marcelo Doria e Stephan DuCharme

Produtor executivo: Pablo Torrecillas

Distribuição: Paramount Pictures

  

Sinopse

Brasil, 1978. Ainda sob a ditadura militar do presidente Ernesto Geisel, o Brasil sucumbe à discoteca  graças ao enorme sucesso da novela Dancin’ days. Amanda, uma prostituta viciada no drama televisivo, e sua empregada, Dora, são obrigadas a fugir de São Paulo depois de um incidente fatal e partem pro Rio de Janeiro, mas com o policial federal Brandão em seu encalço. Nesta jornada, o destino de ambas irá cruzar o caminho de João Paulo, um diplomata que se sente estrangeiro em seu próprio país;  Vicente, líder de um grupo revolucionário e seu irmão Pedro; e do adolescente Caio que, criado pelos avôs, conta com a ajuda apenas de suamelhor amiga Mônica na luta para ser aceito como gay. Ambos são jovens, fascinados por disco music e pela novela Dancin’ days. 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.