Valéria Monteiro reclama por ficar fora de homenagem dos 50 anos da Globo

Ela lembra que foi a primeira mulher a ocupar a bancada do "JN" e desabafou no Facebook
 

Pouco depois das homenagens feitas a Cid Moreira e Sergio Chapelin no “Jornal Nacional” de sexta-feira (24/4), como parte do aniversário de 50 anos da Globo, a jornalista Valéria Monteiro, primeira mulher a apresentar o “JN”, reclamou por ficar fora das comemorações. No Facebook, ela relembrou sua passagem no início da década de 90 e chamou a decisão da emissora de “gafe”.

 

 

Crédito:Rogério Resende
Valéria ficou chateada por não ser mencionada em homenagem. “Interessante que não me incluam em livro e comemorações do ‘JN’, tendo sido a primeira mulher a apresentar o jornal da noite, antes um bastião masculino na Globo. Mesmo tendo sido por um ano, aos sábados, como na época foi acordado para a transição para a modernidade, em que a mulher participava finalmente de todos os âmbitos da programação jornalística, eh (sic) uma gafe, me parece que há uma vontade de se reescrever a história. Depois ficam chateados com a suspeita da população quanto a credibilidade do jornalismo da empresa. Por que você acha que isso acontece?”, escreveu.
 
 
 
 
 
Segundo a jornalista e atriz,  o programa fez parte de sua vida profissional e ela se orgulha muito de ter trabalhado nele. Valéria disse ainda que o diretor-geral da TV Globo, Carlos Henrique Schroder, pediu que ela apagasse o desabafo.
 
 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.