Começa demolição de casas em Teresópolis

Começa demolição de casas em Teresópolis
 
Começaram as demolições de casas em áreas de risco do município de Teresópolis, na região serrana fluminense, afetadas pela forte chuva do dia 12 de janeiro. Os 18 imóveis situados ao lado da Ponte do Imbuí, no acesso aos bairros Cascata do Imbuí, Posse e Campo Grande, são os primeiros a ser demolidos.
 
A situação de risco iminente dessas residências foi identificada em avaliação feita por técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil de Teresópolis, com o apoio de especialistas do Departamento de Recursos Minerais (DRM) – Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro – e da Empresa Estadual de Obras Públicas (Emop).
 
De acordo com a prefeitura de Teresópolis, 1.590 imóveis foram interditados até agora pela Defesa Civil nos três distritos do município. Os moradores dessas casas começam a ser visitados por uma equipe social da Casa Civil do governo do estado, coordenada pela arquiteta Ruth Jurberg, como ocorreu nos bairros da Posse e Campo Grande.
 
“Um grande número de famílias deverá sair desses locais, que, por medida de segurança, serão reflorestados, para evitar futuras ocupações”, afirmou o secretário de Meio Ambiente e Defesa Civil de Teresópolis, Flavio Castro. Ele garantiu, no entanto, que os imóveis só serão demolidos com a concordância dos proprietários.
 
Segundo a prefeitura, cada família terá três opções. A primeira é receber indenização a partir da avaliação do imóvel feita pela Emop. Outra é se inscrever no programa de aluguel social enquanto aguarda a construção de casas pelo Poder Público e a terceira é aderir ao programa de compra assistida, pelo qual o morador recebe o valor correspondente à avaliação feita de seu imóvel, mas o dinheiro só pode ser aplicado na compra de moradia.
 
Para a construção das habitações populares destinadas aos que perderam suas casas na catástrofe ou terão seus imóveis demolidos, a prefeitura de Teresópolis já desapropriou uma área no bairro Ermitage. O processo licitatório para a obra será aberto assim que forem liberados os recursos do governo estadual e da União.

Fonte: Agência Brasil

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.