Corredor de ônibus em Copacabana – BRS

Boletim BRS
 

Ontem, no primeiro dia de funcionamento do corredor BRS na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 21 Caminhões foram multados por agentes da CET-Rio e da Guarda Municipal por carga e descarga em locais proibidos e por estarem circulando no horário de restrição. A multa para os motoristas infratores varia de R$ 85 a R$ 127. O condutor também está sujeito à perda de 4 ou 5 pontos na carteira.

Foi implantado no último sábado, 19 de fevereiro, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, o primeiro sistema BRS do Rio de Janeiro. BRS é uma sigla inglesa para designar um serviço rápido de ônibus. A Avenida Nossa Senhora de Copacabana é a primeira via da cidade a receber o novo sistema, que será adotado nos principais corredores viários da cidade.
A Avenida Nossa Senhora de Copacabana terá duas de suas quatro faixas dedicadas ao transporte público. As linhas de ônibus que passam pelo bairro serão divididas em três grupos com 17 pontos de parada distribuídos pela avenida, priorizando o acesso ao metrô e a pontos de interesse. A redução da rota circulante no bairro aumentará a velocidade operacional dos ônibus, que passará dos atuais 13km/h nos horários de pico para 24km/h, ou seja, quase o dobro. A expectativa é que o passageiro possa cruzar o bairro em um tempo até 40% menor. Em março, o sistema chegará à Rua Barata Ribeiro nos mesmos moldes.

Veículos particulares, táxis e caminhões terão que circular nas duas pistas à esquerda, mas para dobrar em ruas ou acessar garagens à direita da via o acesso será permitido. Táxis com passageiros poderão circular pelas faixas da direita. O embarque e/ou desembarque dos passageiros de táxi deverá ser feito pelo lado esquerdo da via ou nas ruas transversais. A carga e descarga deverá ser feita em locais destinados para este fim nas ruas transversais. Não haverá barreira física que os impeça de rodar nas faixas da direita, mas o motorista que o fizer por mais de uma quadra será multado pela fiscalização eletrônica. A exceção fica por conta do período em que é permitido o estacionamento no lado esquerdo da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, das 21h às 6h nos dias úteis, a partir das 14h aos sábados e por 24h nos domingos e feriados, quando os veículos, que ficam restritos às duas faixas da esquerda, poderão circular pelas faixas destinadas a ônibus, à direita da via.

Um efetivo de guardas municipais e agentes da CET-Rio estará espalhado pela via para coibir as irregularidades e orientar os cidadãos. Todos os 17 pontos de ônibus serão nomeados individualmente e sinalizados com identidade visual própria, que, além de informar todas as linhas que param ali, informa as que param em pontos próximos. Também terão um grande mapa da avenida com a localização de todos os pontos para ninguém ficar perdido. Na
22º
Terça-feira
22/02/2011
38º
frente de cada ônibus haverá um adesivo com a sigla BRS e um número, que pode ser 1, 2 ou 3, correspondente aos pontos da avenida em que ele para.
BRS 1: linhas radiais do consórcio Intersul (cor amarela) que ligam a Zona Sul ao Centro. Terão seis pontos de parada.
BRS 2: linhas que ligam os bairros dentro da área do consórcio Intersul. Terão seis pontos de parada.
BRS 3: linhas que chegam a Copacabana operadas por outros consórcios: Internorte (cor verde), Santa Cruz (cor vermelha) e Transcarioca (cor azul). Estas linhas terão três pontos no bairro. Estes pontos serão os mais próximos das estações de metrô Cantagalo, Siqueira Campos e Cardeal Arcoverde.
As variantes das linhas que possuíam mais de um itinerário (ex. linha 154 – Central-Ipanema – e 154 – Central-Ipanema (via Santa Bárbara) passarão a ser identificadas com números distintos. A 154 regular permanece com o número original e a variante torna-se uma linha independente com a numeração distinta, 155.

Fonte: Boletim Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.