Cresce 500% o número de cirurgias de estômago

Cresce 500% o número de cirurgias de estômago
 
O índice de mortalidade entre os obesos mórbidos – aqueles que têm, em média, cerca de 40 Kg acima de seu peso ideal – é cerca de dez vezes mais alto do que em pacientes não obesos. Ou seja, um fato alarmante que invoca, claramente, medida drástica para o não agravamento do problema.
De acordo com dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, em 1999 foram realizadas 5 mil cirurgias desta natureza no país. Já em 2009 o número subiu para 
30 mil. Neste mesmo período, foram aperfeiçoadas técnicas que propiciam bons resultados, com poucas complicações e efeitos indesejáveis. “Mas ela só é eficaz se for acompanhada por um 
tratamento multidisciplinar, composto por psicólogos, nutricionistas, endocrinologistas, fisioterapeutas e orientadores físicos, pois a cirurgia é apenas um auxílio em todo o processo”, 
revela o cirurgião Dr. Almino Cardoso Ramos.
Ao contrário do que muitos pensam, este tipo de intervenção cirúrgica não deve ser realizada por questões estéticas ou de melhor convívio social. “É antes de tudo a tentativa de evitar e 
diminuir a incidência de outras enfermidades, como problemas vasculares, varizes, dificuldade em andar e dormir, diabetes, hipertensão arterial, problemas cárdio-respiratórios, dor nas articulações, entre inúmeras outras”, afirma Ramos.
De acordo com o cirurgião, o obeso mórbido apresenta algumas doenças em percentual maior que a população normal e, portanto, deve ser conduzido com extremo cuidado durante todas as etapas 
do pré, intra e pós-operatório. “Como toda cirurgia, a bariátrica também apresenta riscos; porém, com o desenvolvimento de novas técnicas e treinamento contínuo de equipes, esses riscos 
estão diminuindo sobremaneira. De qualquer forma é necessária uma análise criteriosa antes de submeter o paciente ao ato cirúrgico”, finaliza o médico.

Fonte: Assessoria

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.