Crítica da animação; “Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas”

Embarque você também nesta aventura em alto mar
 
Por Graça Paes, RJ 
 
 
Com a direção de Genndy Tartakovsky que também assina o roteiro com Michael McCullers e a belíssima trilha sonora de Mark Mothersbaugh, o terceiro longa da franquia “Hotel Transilvânia”, estreia no Brasil, na quinta-feira, dia 12 de julho.
 
 
Nesta sequência, cansado do trabalho árduo no hotel, Drácula, solitário e infeliz, decide tirar férias e também procurar um novo amor pela internet, mas em meio à sua busca, ele é surpreendido com um presente da querida filha que é passar em família, as férias em um cruzeiro. 
 
 
Inicialmente, ele resistente à ideia, mas acaba cedendo. E, eis que em alto mar, ele se encanta pela comandante do navio, que, no entanto, esconde um segredo. Erika Van Helsing planeja destruir todos os monstros durante esta viagem, só que o encantamento de Drácula por ela, acaba nos levando a dar muitas risadas, a refletir, e muito mais.
 
 
Afinal, será que Drac conquista o coração da moça? Bom, aí, você terá que assistir a animação nos cinemas para saber o desfecho. Mas, eu posso te contar que acompanhar esse cruzeiro com o Drácula e a família de monstros será muito divertido. Essa viagem tem de tudo um pouco, você verá vôlei de monstros, excursões exóticas, bronzeados lunares e acompanhar um voo bem diferente pela companhia aérea Gremlin Air.
 
 
Em Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas temos uma mistura da animação clássica com a animação digital. O que é bonito de se ver. É um trabalho muito bem produzido e que te segura na poltrona.
 
 
 
O roteiro é muito bem escrito, com piadas que as crianças irão entender e que leva a várias reflexões, entre elas, igualdade, perdão, racismo e afirma o tempo todo a questão de que de somos todos iguais, sendo monstros ou não. O que é bom para que as crianças reflitam e levem essas discussões para seus grupos de amigos, família, escolares, entre outros.  O uso da internet também é muito bem explorado. Já imaginou o Drácula (Drac) procurando relacionamento em aplicativos tipo Tinder? Pois, é. Mas, como é um filme para crianças, o assunto é tratado em forma de comédia, mas sem zuação.
 
 
A trilha sonora é um show a parte e desde já, com um pequeno spoiler, eu lhe digo que algumas músicas irão ficar na sua cabeça, após a sessão.  
 
 
A Agência Zapp News já assistiu e nossa nota é 9.5
 
 
 
 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.