Crítica do filme: “Artista do Desastre”

O longa estreia dia 25 de janeiro nos cinemas
 

Por Graça Paes, Agência Zapp News, RJ 

 

26805347_10211343038997319_4467457492602216942_n

 

Muito bem dirigido e estrelado por James Franco e aclamado em alguns festivais internacionais de cinema, como o Festival de Toronto – TIFF, Festival South by Southwest  – SXSW,  San Sebastian International Film Festival, e que rendeu um Globo de Ouro a Franco. O filme “Artista do Desastre” conta a história de uma aspirante a cineasta, Tommy Wiseau, diretor e protagonista do cult The Room, conhecido como “O Melhor Pior Filme de Todos os Tempos”.

 

26733647_10211343038797314_5114441253628174975_n

Após, assistir o filme “Artista do desastre”, eu contemplei o Globo de Ouro recebido por James Franco. Realmente, ele está demais. Além de ter arrebentado como protagonista, ele ainda dirigiu e produziu o longa. James Franco é fera.

 

O fato de Franco estar sendo acusado de abusos e estar envolvido em polêmicas não tira o brilho de sua obra e de sua atuação. Mas, não lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Porém, vamos ao filme, que composição cênica, MARAVILHOSA, que James Franco deu ao personagem. Além dele ser dirigido por ele mesmo. É coisa para profissional, mesmo, porque o personagem real Tommy Wiseau,  hoje com 62 anos, é um ser estranho, caricato, engraçado, e que  possui um sotaque diferente, pois é polaco-americano. E, James Franco deu vida a este ser maravilhosamente, cujo o filme, “Artista do desastre”,  sob seu comando retratou os bastidores deste filme, The Room, dirigido e protagonizado por Tommy.

 

 

Tommy também produziu, dirigiu e foi o protagonista de seu próprio filme descrito por muitos críticos como “um dos piores filmes já feitos”. E que ainda ganhou status de filme cult. Eu vejo The Room como um filme de principiante, mas para bom que para ruim.

 

Assistir The Room, me fez entender bem melhor ambos. E também entender porque Tommy não virou um grande astro de Hollywood como sonhava. O longa de Tommy deixa uma mensagem para os que almejam ser atores e serem diretores de cinema. Estude, aprenda e depois FAÇA. Não basta apenas sonhar. Mas, ao mesmo tempo, por ter feito seu próprio filme, sem dominar técnicas, equipamentos e até mesmo um set, Tommy foi um desbravador. E até hoje é lembrado por isso.

 

Na verdade, The Room, não era para ser uma comédia, mas o “talento” de Tommy como protagonista e a forma como conduziu o longa e algumas cenas fez o filme se tornar cômico.

 

 

O filme de Tommy, The Room, deu origem ao livro não ficcional The Disaster Artist: My Life Inside the Room, de Greg Sestero, que foi a base para o filme, que em poucos dias estará nos cinemas, “The Disaster Artist”, Artista do desastre, título em Português.

 

 

A Agência Zapp News dá nota 9,0 pelo conjunto da obra e nota 10 para James Franco como ator e diretor. 

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.