Crítica do filme: “CÍRCULO DE FOGO: A REVOLTA”

O longa é uma sequência do filme dirigido por Guillermo Del Toro que levou mais de 1 milhão de pessoas aos cinemas brasileiros
 

Por Graça Paes  (Agência Zapp News)

 

O filme tem uma excelente trilha sonora, um bom roteiro e bons efeitos especiais,  e redesenha os Jaegers, os robôs caçadores de Kaijus. Os monstros colossais que emergem de um portal interdimensional localizado no fundo do Oceano Pacífico.  Uma dica valiosa se não assistiu o primeiro, filme de 2013, com direção de Guillermo Del Toro, assista, o fará entender um pouco melhor a sequência. 

 

 

Voltando a explicar o conceito dos robôs e dos monstros, vale lembrar que para que um Jaeger enfrente um Kaiju é necessário dois pilotos em seu interior para lhe dar comandos.

 

 

E, essa é uma das questões mais complexas da nova versão do longa retratar o drift. que é a sincronização das mentes dos pilotos enquanto comandam um Jaeger. Ela se faz necessária, já que este tipo de robô não funciona com um cérebro só. Para que ele se interligue ao mecha é necessário ter duas mentes conectadas e trabalhando em conjunto. E, para que alcance êxito os pilotos precisam ser mentalmente compatíveis. No filme, o drift consiste em uma montagem das memórias dos pilotos, mas que não fica muito clara na telona dificultando o desenrolar de algumas cenas.

 

 

É um bom filme, te manterá bem ligado, acordado, mas a direção peca em detalhes, o que levou a Agência Zapp News a dar nota 9 para o longa.

 

 

Em “Círculo de Fogo: A Revolta”, o rebelde Jake Pentecostes (John Boyega), um piloto promissor de Jaeger cujo pai deu a vida para garantir a vitória da humanidade contra o monstruoso “Kaiju”, abandona sua formação apenas para tornar-se preso ao submundo do crime. Quando uma ameaça ainda mais imbatível desencadeia pelas cidades, ele tem uma última oportunidade de honrar o legado de seu pai, quando sua irmã Mako Mori (Rinko Kikuchi), que está liderando uma nova geração de pilotos corajosos, que cresceram nas sombras da guerra, dá a ele a última chance.

 

 Legendary Pictures/Universal Pictures

 

Para a nova jornada, Jake tem a companhia do talentoso piloto rival Lambert (Scott Eastwood) e da hacker de Jaeger de 15 anos Amara (Cailee Spaeny), os heróis da PPDC que se tornam a única família que ele tem. Levantando-se para se tornar a defesa mais poderosa a andar pela Terra, eles se preparam para uma espetacular aventura.

 

 

O longa também tem no elenco Jing Tian, Cailee Spaeny, Rinko Kikuchi, Burn Gorman, Adria Arjona e Charlie Day.

 

O conflito entre monstros de destruição em massa e supermáquinas pilotadas por humanos  “Círculo de Fogo: A Revolta” (Pacific Rim Uprising), chega aos cinemas na quinta, 22 de março.  A Sequência da aventura assinada por Guillermo Del Toro,  tem John Boyega e Scott Eastwood como protagonistas, e a direção de Steven S. DeKnight.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.