Crítica do filme: “Oito Mulheres e Um Segredo” (Ocean’s Eight)

Elas irão te surpreender
 

Por Graça Paes, RJ (Agência Zapp News)

 

 

 

O longa ‘Oito Mulheres e Um Segredo’, com direção de Gary Ross, roteiro de Gary Ross e Olivia Milch conta com um elenco estelar. As protagonistas desta história são Sandra Bullock, Cate Blanchett, Anne Hathaway, Helena Bonham Carter, Rihanna, Sarah Paulson, Mindy Kaling, Awkwafina e ainda tem Dakota Fanning, Richard Armitage, James Corden, entre outras feras no elenco.

 

 

A história começa após Debbie Ocean (Sandra Bullock), irmã de Danny Ocean, que foi o grande protagonista da trilogia ‘Onze homens e um segredo’, ‘Doze homens e outro segredo’, ‘Treze homens e um novo segredo’, entrar em regime condicional após cinco anos de prisão. A ex-detenta, durante o cárcere, planejou um roubo daqueles de entrar para a história. E, ao colocar o pé na rua, ela começa sua empreitada, e escala uma equipe de especialistas para roubar um colar de diamantes que vale 150 milhões de dólares. Tudo está planejado para acontecer durante um baile de gala, o Met Gala, baile realizado anualmente que é organizado pela toda-poderosa Anna Wintour, da Vogue norte-americana em parceria com o Metropolitan Museum of Art de Nova York.

 

 

A trama, que desta vez é protagonizada por mulheres, empoderadas, claro que no crime, mas empoderadas e carismáticas, segue a argumentação da trilogia, que também já é baseada no primeiro longa de 1960, de Lewis Milestone, cujo nome é ‘Onze homens e um segredo’. Neste filme, que tem a mesma argumentação dos anteriores, cujo homens são protagonistas, mas que na verdade, não é uma versão, mas sim uma sequência, já que neste, uma das protagonistas é a irmã de Danny Ocean, o célebre da trilogia, neste a mentora do plano é Debbie Ocean (Sandra Bullock). Bom, neste filme, o primeiro ato, que tem a apresentação das personagens, é um tanto lento, sem muita fluidez, mas fiquem ligados, e não saiam da sala de cinema, porque depois o longa pega ritmo e segue de forma gostosa e divertida.

 

 

O filme é daqueles que são básicos. Tem uma fotografia e montagem bem simples. Uma boa trilha sonora, figurinos excelentes e boas ótimas atuações das estrelas de Hollywood. É uma trama sem grandes novidades, com alguns clichês, quase politicamente correto, já que todas as etnias estão representadas nas protagonistas, e que como a trilogia na versão masculina, também possui um final surpreendente.

 

 

É um filme bom, e ponto, assista, vale a pena, mas não espere nada de extraordinário na telona em ‘Oito Mulheres e um Segredo’. O longa tem uma pegada gostosa de comédia e boas atuações. É um filme inteligente, que soube até mesmo brincar e usar o merchandising de forma interessante, e que leva o espectador a acompanhar cada passo do que é elaborado para a execução de um grande roubo, o que te leva a querer acompanhar o desfecho.  

 

 

A Agência Zapp News já conferiu e nossa nota é 8.7.
Nos cinemas a partir de 7 de junho.

 

 

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.