Crítica: ‘The Post – A guerra secreta’

O filme é bom, mas não é o melhor de Spielberg
 

Por Graça Paes, (Agência Zapp News), RJ 

 

csm_the_p_a45a4e8778

 

Mesmo indicado a dois Oscars, como melhor filme e melhor atriz, pelo desempenho de Meryl Streep, “The Post – A guerra secreta” não é um dos melhores trabalhos de Steven Spielberg. O longa conta com Tom Hanks e Meryl Streep, como já foi dito,  indicada a estatueta, mas tem momentos da narrativa arrastados e um tanto quanto cansativos. Também não é um filme sangrento. Cenas da guerra só aparecem para justificarem a origem da documentação que dá origem a denúncia. 

 

The-Post_02-960x566_c

 

O filme aborda as estratégias que o jornal “The Washington Post” enfrenta ao receber informações anônimas, mas documentadas, de grande importância para o país, mas que envolve a política, o presidente e a nação. Um assunto, o qual, não basta simplesmente noticiar. Uma situação bem delicada que envolve uma série de fatores e até mesmo a segurança de todos.  E, a sequência deste desdobramento é o que se vê na telona e que foi dirigido por Steven Spielberg.

 

the-post

 

Este caso ocorrido no jornal “The Washington Post”, se passa nos anos 70, período em que o veículo impresso,  teve acesso a documentos secretos que revelaram informações omitidas e maquiadas pelo governo dos EUA sobre o que ocorria no campo de guerra e os reais resultados da guerra do Vietnã. O presidente da época, Nixon, fez de tudo para tentar impedir a publicação dos fatos.

 

Traçando um paralelo com a situação política atual o timing é perfeito. Já que hoje em dia, também existe um confronto entre o atual presidente dos EUA, Trump, e a imprensa.

 

“The Post – A guerra secreta” conta com um elenco brilhante, o que o faz ser bem interessante. Tem atuações magníficas, mas assim como essa não é a melhor direção de Steven Spielberg, neste filme, também não temos uma das melhores atuações de Tom Hanks. Falta algo para o personagem dele acontecer na trama. Hanks não parece estar tão entregue a este personagem, como costumamos vê-lo em outros longas, alguns até, que marcaram sua carreira.  

 

 

No Brasil, o filme estreia dia 25 de janeiro nos cinemas. E tem gerado uma boa expectativa nos fãs do trio: Steven Spielberg, Tom Hanks e Meryl Streep. Assista e confira com seus próprios olhos a história que ressalta como a mídia é importante e como a liberdade de imprensa pode mudar os rumos de uma nação. 

 

A Agência Zapp News dá pelo conjunto da obra nota 8,5. 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.