Drones reforçam segurança nas praias do Estado do Rio de Janeiro

Modelo fluminense é referência para outras corporações
 

 

O Corpo de Bombeiros realizou mais de 6.800 salvamentos marítimos em todo o Estado do Rio de Janeiro desde o início da Operação Verão, em novembro do ano passado. A ação tem contado com quatro drones para reforçar a segurança nas orlas fluminenses. A operação tem efetivo de mais de 1,3 mil guarda-vidas, atuando em revezamento, em 200 postos de salvamento, e equipados com motos aquáticas, lanchas, botes, quadriciclos e aeronaves.

 

Com os resultados obtidos pelos drones, alguns estados já demonstraram interesse em implantar o modelo fluminense. Quem também se interessou e já enviou um representante para conhecer o trabalho foi o Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos.

 

– O comandante-assistente de Los Angeles, nos Estados Unidos, Fernando Boiteux, que é brasileiro, soube do trabalho e veio conhecer. Por enquanto, estamos trocando informações – disse o tenente-coronel Rodrigo Bastos, coordenador da Coordenadoria de Operações de Veículos Aéreos não Tripulados (Covant).

 

Na operação do último ano, os drones auxiliaram em 113 ocorrências, sendo 42 em buscas de pessoas no mar. Além disso, foram realizadas 14 buscas em rios e 12, em matas. No uso para localização de fogo em vegetação, estão contabilizados 10 registros e em desabamentos, cinco.

 

Cada aparelho pesa no máximo 2 quilos e mede entre 50 cm e 60 cm de diâmetro. Movido à bateria elétrica, um drone tem autonomia de 25 minutos. Os voos seguem às normas vigentes da Aeronáutica.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.