Encontro Nacional de Associações de Imprensa em PE

Para Múcio Aguiar, presidente da AIP, luta pela liberdade de expressão continua
 
O 15° Encontro Nacional das Associações de Imprensa (ENAI) e a 10ª Conferência da Imprensa Brasileira, que acontecem simultaneamente de 12 a 15 de setembro, em Recife, terão como foco principal temas relacionados com a Liberdade de Imprensa e a necessidade do jornalismo imparcial, no Brasil e na América Latina, diante do crescente populismo de governos de esquerda ou ditatoriais e as crescentes ameaças e crimes praticados contra jornalistas, além da pressão do judiciário condenando empresas jornalísticas a arcarem com indenizações que as tornam economicamente inviáveis.   
 
O Enai é realizado em conjunto pela Federação Nacional de Imprensa e Federação das Associações de Imprensa do Brasil, – FENAI/FAIBRA, sediadas em Brasília e a cada ano uma unidade da Federação abriga o evento. Neste será promovido pela Associação da Imprensa de Pernambuco – AIP, que comemora seus 80 anos de atividade, e terá como temática “A Liberdade de Imprensa e de Expressão – Jornalismo Imparcial e Ética na Comunicação”. 
 
AIP – Historicamente conhecida por sua luta pelos direitos civis e a defesa da liberdade de expressão, a AIP agrega nomes importantes no meio profissional, a exemplo de Múcio Aguiar, Calazans Neto, Arthur Carvalho e Flávio Chaves, expressivos pela atuação nos ideais de humanidade, liberdade, coragem, força, idealismo e determinação que norteiam há 80 anos a ordem vocacional da casa do jornalista pernambucano. 
 
O Enai é o fórum comum dos jornalistas e veículos de imprensa reunidos em associações formais, onde se discutem temas de natureza profissional, institucional e de caráter nacionalista, amparados por câmaras técnicas e grupos de trabalho instalados nos principais Estados brasileiros. Para essa edição, a Federação Nacional de Imprensa pretende afirmar sua vocação democrática e imparcial na forma de reportar ao público, as notícias apuradas dentro do espírito ético que norteia o trabalho do profissional de imprensa. 
 
Os riscos da profissão serão debatidos no Ciclo de Conferências da Imprensa Brasileira, diante dos crimes praticados contra jornalistas, seja por coação, ameaças ou atentados contra a vida. Dezenove profissionais foram mortos esse ano, –  sendo 5 no México, 4 no Brasil e 4 em Honduras, o maior número em 20 anos, segundo relatório da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP). 
Na abertura do ENAI, que acontecerá no Auditório do Banco Central do Brasil, o presidente da Federação Nacional de Imprensa, J H. Oliveira Junior e o presidente da Associação da Imprensa de Pernambuco, anunciarão o lançamento do selo dos Correios comemorativo aos 80 anos da AIP, já considerada um marco de resistência da imprensa genuinamente brasileira e a importância dos temas para a construção da Carta do Recife como documento formal de apoio ao Estado Democrático de Direito brasileiro, inserindo nele o zelo que o Brasil deve ter com suas instituições jornalísticas, tão importantes para o pleno exercício da cidadania. 
 
Para o jornalista Múcio Aguiar, presidente da AIP, muita coisa mudou desde que o encontro aconteceu em Pernambuco, porém a luta pela liberdade de expressão continua:
"Pernambuco recebe, novamente, o Encontro Nacional das Associações de Imprensa, ENAI, que há exatos 30 anos foi realizado em nosso Estado. Como naquela época, o ENAI chegava e chega num momento importante para a Associação da Imprensa de Pernambuco, AIP, – a comemoração do seu cinqüentenário de fundação, hoje – 80 anos. Nesses trinta anos, muito mudou no cenário social e político nacional, porém, ainda continua atual a luta pela liberdade de expressão e de imprensa, e não diferente é esse nosso tema principal no 15° ENAI”. 
 
Ainda de acordo com Aguiar, “O jornalista, já dizia Doutor Herbert, da Gazeta Mercantil, “é um profissional liberal, cuja função é buscar informações, interpretá-las, se possível, e difundi-las”. O jornalismo é uma profissão que tem fé pública, representa o exercício de um direito inalienável dos cidadãos verdadeiramente livres. Nós, jornalistas, devemos cultivar a pluralidade de idéias, devemos exercer o equilíbrio do jornalismo imparcial e ético. É pensando assim, que a nossa Associação da Imprensa de Pernambuco recebe os confrades de diversas associações, convidados e palestrantes para nos três dias do encontro aprofundar nosso papel na sociedade e nos fortalecermos institucionalmente – sempre com o olhar firme no futuro e palavras fortes no presente. O ENAI Pernambuco deseja ser alento de todos os sonhos de liberdade e celeiro de esperança por uma Imprensa cujo alvo é a sociedade", completou ele.
Serviço:
www.enai.org.br
www.fenai.org.br
www.imprensa-pe.com.br
www.liberdadedeimprensa.com.br
www.jornalismo.org.br/jornalismo_parcial.html

Fonte: FENAI

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.