Estado do Rio de Janeiro ganha fábrica da Vigor

Unidade de lácteos é uma das mais modernas da América Latina
 

O Estado do Rio de Janeiro ganhou, na quinta-feira, dia 23 de junho, uma das mais modernas fábricas de lácteos da América Latina, com a inauguração de uma unidade da Vigor Alimentos no município de Barra do Piraí, no Sul Fluminense. Com investimento de R$ 120 milhões, o empreendimento vai gerar 300 empregos e impacto direto em Vassouras, Pinheiral, Volta Redonda e outras cidades. A planta tem capacidade de captação de leite de até um milhão de litros por dia. A fábrica integra o programa Rio Leite, do Governo do Rio, que tem como objetivo aumentar a produção de leite no estado e estimular produtores locais.

 

 

 

 

Presente à solenidade de inauguração, o governador em exercício, Francisco Dornelles, afirmou que novos empreendimentos, como a fábrica da Vigor, são uma indicação de que o Estado do Rio de Janeiro tem grande potencial de crescimento e de vencer a crise.
 

– A inauguração da fábrica da Vigor, em Barra do Piraí, é uma demonstração de que a economia do Rio de Janeiro vai se recuperar e, dentro de muito pouco tempo, nós estaremos vencendo as dificuldades que surgiram em decorrência dos problemas que tivemos na cadeia do petróleo. A grande meta de uma política econômica é a geração de emprego e renda. E, para gerar emprego e renda, precisamos aumentar a taxa de investimento – disse o governador em exercício.
 

 

 

A fábrica, instalada em área de 17 mil metros quadrados, vai produzir principalmente leites e iogurtes e atender as demandas do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.
 

– Chegamos para ampliar as atividades na região, gerar mais oportunidades de trabalho e criar um novo ciclo de desenvolvimento para a comunidade e nossos colaboradores – afirmou o presidente da Vigor Alimentos, Gilberto Xandó.
 

 

 

A unidade fabril de Barra do Piraí, a primeira da Vigor no Rio de Janeiro, compõe um plano de crescimento e desenvolvimento da empresa no Brasil. De acordo com a Secretaria de Agricultura e Pecuária, a inauguração representa, para a cidade, a retomada de seu papel no cenário da indústria alimentícia.
 

– Esse empreendimento vai provocar grande impacto sobre a bacia leiteira do Estado do Rio, Minas Gerais, Vale do Paraíba paulista, e será de extrema importância para o produtor rural. Pode parecer pouco, mas, para os trabalhadores que vão sustentar suas famílias, essa fábrica faz a diferença – destacou o secretário de Agricultura e Pecuária, Christino Áureo.
 

 

 

Programa Rio Leite incentiva investimentos no setor
O programa Rio Leite atraiu para o território fluminense 52 indústrias lácteas de diferentes portes, representando investimentos privados da ordem de R$ 510 milhões, além de ter possibilitado a modernização de plantas industriais já instaladas. Além disso, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 1 milhão na aquisição de 46 tanques de resfriamento de leite para distribuir a pequenas associações de produtores rurais no estado. No total, no estado, 22 mil produtores de leite foram atingidos e gerados 4.170 empregos diretos e 22.500 indiretos nas indústrias e cooperativas de leite.

 

– O Sul Fluminense já foi uma das maiores bacias leiteiras do país, perdendo essa condição posteriormente, devido à falta de competitividade do produto fluminense em relação aos outros estados e à ausência de condições básicas de armazenamento para os pequenos produtores. Nos últimos dez anos, com o Rio Leite, iniciamos a retomada do setor. E, agora, com a Vigor, o município e o estado voltam a contar com uma marca de âmbito nacional, cuja indústria, em breve, vai superar a produção do polo de alimentos que ali existia – afirmou Christino Áureo.

 

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.