Estado oferece cursos de qualificação

Estado oferece cursos de qualificação
 
A Secretaria de Trabalho e Renda vai oferecer um total de 13.487 vagas para qualificação profissional em todo o estado até o fim de 2011. As primeiras 810 começam a ser preenchidas nesta segunda-feira (5/09), com a abertura das inscrições para a segunda turma do projeto Cidadão Olímpico, que vai profissionalizar moradores de nove comunidades do Rio de Janeiro em diferentes áreas do turismo. As outras oportunidades começam a ser oferecidas a partir de novembro. Elas fazem parte do Plano Territorial de Qualificação (Planteq), que vai qualificar 2.677 pessoas nas áreas de petróleo e gás, indústria naval, turismo e comércio; e do ProJovem Trabalhador, que vai oferecer 10 mil vagas em cursos profissionalizantes voltados para construção civil, telemática, esporte, turismo e comércio.
 
Jovens vão receber bolsa-auxílio de R$ 100
 
Em sua segunda fase, o Cidadão Olímpico vai beneficiar os moradores do Complexo do Alemão, Vila Cruzeiro, Jardim Gramacho, Cantagalo-Pavão-Pavãozinho, Vigário Geral, Rocinha, Maré, Jardim Primavera e Realengo. Os cursos têm duração de seis meses, com aulas três vezes na semana, que acontecem dentro dos ônibus do programa, equipados com computadores.
 
Os alunos podem escolher entre as formações para camareira/ arrumadeira, capitão porteiro/ mensageiro, barman/barwoman, garçom/garçonete. Português e inglês são oferecidas em todas as especializações, além de aulas práticas no hotel-modelo do Centro de Cidadania Rinaldo Delamare, em uma parceria com a Secretaria
Municipal de Assistência Social.
– Conseguimos, com o apoio do governador Sérgio Cabral, uma bolsa-auxílio de R$ 100, ao longo dos seis meses de curso. Teremos uma qualificação com ênfase na parte prática e garantiremos a absorção dessa mão de obra ao término do curso – disse o secretário de Trabalho e Renda, Sergio Zveiter, referindo-se a um acordo fechado com o Sindicato de Hotéis,Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio).
 
Em busca de crescimento
 
Na primeira fase do Cidadão Olímpico, o garçom Francisco de Assis Alcântara Neto, de 26 anos, se especializou como agente de turismo. Depois de estudar inglês, espanhol e francês sozinho, com o auxílio da internet, ele pode contar com a orientação especializada dos professores.
 
O jornalista Júlio César Arruda de Oliveira, de 36 anos, também investiu no curso técnico na área turística, de olho nas oportunidades que a Copa do Mundo de 2014 e as Olímpíadas de 2016 trarão para o estado. Para a técnica em enfermagem Conceição Souza Ferreira, de 29 anos, o Projeto Cidadão Olímpico abriu as portas para o aprendizado
de um novo idioma.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.