Estado recoloca mais de 2,9 mil profissionais no mercado

O Plano de modernização de unidades do Sine ajudou no resultado
 

jovens-no-mercado-de-trabalho

 

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Trabalho e Renda, deu início, este ano, a um plano de modernização e readequação de unidades do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ). Com a medida, foi possível melhorar o atendimento ao trabalhador, permitindo, no primeiro semestre de 2017, um aumento de 48,72% de recolocação dos profissionais que procuraram as unidades, em relação ao mesmo período de 2016. Apesar da crise, com perda de postos de emprego que atinge todo o país, o Governo do Estado do Rio de Janeiro reinseriu no mercado 2.968 pessoas este ano, contra 1.701 em 2016.

 

Foram inauguradas cinco novas agências em shoppings da capital e outras duas em municípios da Região Metropolitana. A medida possibilitou uma economia de cerca de R$ 50 mil/ano, por agência, uma vez que os contratos de uso dos espaços são sem ônus para o Estado, que tem como parceiros os estabelecimentos comerciais ou prefeituras.
 

Outro reforço para a realocação de profissionais foi a inauguração da Casa do Trabalhador da Ilha do Governador, em setembro. O espaço já atende a cerca de 200 pessoas em dez cursos. Com quatro anos, a matriz da Casa do Trabalhador, em Manguinhos, já beneficiou cerca de 50 mil profissionais. Destes, pelo menos 25 mil realizaram reciclagem, concluíram cursos e ganharam a oportunidade de retornar ao mercado de trabalho ou se transformaram em empreendedores.
 

A secretaria também participou este ano de 17 ações sociais, com atendimento a 1.332 trabalhadores com a expedição de Carteira de Trabalho e Previdência Social ou Intermediação de Mão de Obra. A pasta realizou, durante todo o mês de setembro, o Circuito D de inclusão da pessoa com deficiência (PcD) e reabilitados do INSS, na Capital e em diversos municípios. O programa reuniu mais de 60 empresas e recebeu cerca de dois mil trabalhadores.

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.