Estado vai extinguir carceragens em delegacias

Estado vai extinguir carceragens em delegacias
 
O Governo do Estado do Rio de Janeiro vai acabar com as carceragens em delegacias da Polícia Civil até junho de 2012, quando todos os presos estarão sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Com isso, será possível destinar mais agentes para a investigação policial e garantir custódia adequada aos detentos.
– O Rio de Janeiro quer ser o primeiro estado do Brasil a não custodiar presos em delegacias de polícia. Policial civil não foi treinado para cuidar de preso, mas para investigar. Com isso, teremos mais policiais dedicados ao combate à criminalidade – disse o secretário-chefe de Estado da Casa Civil, Regis Fichtner.
O Governo do Estado elaborou um plano para que a transferência de presos seja feita de forma gradual. Este mês, serão inauguradas duas casas de custódia no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, com capacidade para mil presos. Até junho, 500 internos serão levados para uma unidade em Magé, na Baixada Fluminense, e em dezembro, outros 1,5 mil irão para São Gonçalo e Região dos Lagos. Em 2012, a expectativa é a criação de mais três mil vagas em todo o estado.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.