Estribilho do Encarcerado

Um jovem livro de 42 anos
 

Por Tatiana Couto*

Na noite do dia 20 de Julho de 2009, a escritora Anna Maria Dutra Menezes relançou o livro Estribilho do Encarcerado (primeira edição de 1967)  na livraria Diversos na Barra da Tijuca. O evento estava concorrido com diversas personalidades, como Carlos Fernando de Carvalho e Ricardo Corrêa (Carvalho Hosken), além de jornais locais da região, como os jornais Cidade da Barra, Tipo Carioca, Condomínio em Foco, Caminho das Vargens, Recreio & Barra, Revista Informa e o Jornal da Barra.

Emocionada, Anna Maria descreveu o livro dela: “É uma criança de 42 anos, uma velha criança. Estou relançando devido ao sucesso com os jovens, eu mesma não sei ler o livro, pois a obra é jovem. Quis cumprir a missão dele e justificá-lo. O livro sai graças à dedicação do meu ex-marido Carlos de Carvalho que sempre acreditou e mim e no livro” ressaltou a autora.

Anna Maria acredita que escrever é o seu único dom : “Não sei fazer mais nada. O meu dom é a poesia, que às vezes me ultrapassa para meu espanto total. Não é nada que se possa explorar e sim que me explora. Sou uma poeta muito feliz. Convivo com o câncer, como convivo com a poesia, com a mesma tranquilidade. Agradeço a todos, que meu livro sirva de descanso espiritual” enfatizou.

Perfil da autora
Por João Luiz de Souza: Assessor de Cultura da Universo

Anna Maria Dutra Menezes de Carvalho nasceu no Rio de Janeiro a 23 de julho de 1933, estudou no Colégio Sacre Coer de Marie, cresceu entre grandes lideranças políticas e intelectuais no casarão de seus pais na Rua São Clemente. Fez Ballet com Berta Rosanova , piano com Madalena Taglieferro e Llara Gomes Grôsso, canto com Luiza Richet e "refugiava-se" nos  ateliers de Cândido Portinari, Di Cavalcanti e Augusto Rodrigues.

Foi pioneira da TV Tupi. Sempre cercada de intelectuais e artistas, já na sua  na bela casa da Estrada do Joá, publicou o " Estribilho do Encarcerado ", livro de poemas de 1967, instigada por Vinícius de Moraes e Paulo Mendes Campos. Viveu longos anos na Europa e agora reedita o "Estribilho do Encarcerado" e começa a divulgar o seu mais recente livro, escrito em Portugal, em 2006, "O Auto de Anna, a louca – poemas lúcidos".

Fonte: Tatiana Couto (AIB) e João Luiz de Souza

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.