Exposição “Cena Oeste – Um Olhar Sobre Agentes Culturais da Periferia da Cidade” na Arena Jovelina

Exposição "Cena Oeste - Um Olhar Sobre Agentes Culturais da Periferia da Cidade" na Arena Jovelina
 

 

A primeira turma de fotografia da ocupação Cena Oeste, formada pela Escola Livre de Teatro, no Teatro Arthur Azevedo (Campo Grande), leva a sua exposição “Cena Oeste – Um Olhar Sobre Agentes Culturais da Periferia da Cidade” à Arena Jovelina Pérola Negra, naPavuna, onde fica até dia 1º de março.

 

Com entrada gratuita, a mostra, realizada pelos 17 alunos, com idades que variam de 14 a 73 anos, destaca o trabalho de cinco ativistas marcantes na história da Zona Oeste do Rio. 

 

Os personagens escolhidos foram Thiago Sales, produtor cultural que desenvolve atividades de inclusão sociocultural por meio do Ponto Cine, cinema localizado em Guadalupe; Gledson Vinícius, publicitário, poeta e blogueiro, que fundou em 2010 a “empresa-verso” Poeme-se, que produz camisetas com trechos de poesias de autores famosos; Binho Cultura, fundador do Centro Cultural A História que Eu Conto, que ocupa escola desativada dentro da Vila Aliança, oferecendo oficinas para a comunidade; Cláudia Pereira de Siqueira, da cooperativa de costureiras de Santa Cruz (Coosturart), que usa a moda como ferramenta para divulgação da história e da memória do bairro e o responsável pela ocupação Cena Oeste, Alexandre Damascena, que é morador de Santa Cruz, ator, professor de teatro e literatura, ativista cultural, com ampla atuação em projetos socioculturais, de educação não formal, na região.

 

Sobre a importância desta e de outras ações realizadas pela ocupação, Damascena afirma: “A proposta dos cursos do Cena Oeste é fazer o aluno repensar a cidade e o lugar que ocupa nela, além de acabar com o estigma que periferia é o lugar do “não posso”. Queremos mostrar o contrário, que é um lugar de pessoas que produzem arte da melhor qualidade”.

 

FICHA TÉCNICA

Curadoria: Marcus Vinicius Faustini
Ministrante da Oficina de Fotografia: Clayton Leite
Argumento: Luiz Fernando Vianna
Fotografia: Alunos da Oficina de Fotografia do Cena Oeste/Escola Livre de Teatro

 

SOBRE ESCOLA LIVRE DE TEATRO

A Escola Livre de Teatro vem desenvolvendo um trabalho de formação em teatro destinado a jovens artistas da Zona Oeste, visando consolidar a cena artística da região a partir do fomento à produção teatral e à formação de plateias. O projeto teve início em 2007 na Cidade das Crianças, bairro de Santa Cruz, e desde então circula por espaços públicos oferecendo atividades de formação gratuitas, sempre associadas à construção de uma programação aberta aos moradores.

 

Desde 2010, a Escola Livre de Teatro ocupa o teatro Arthur Azevedo, em Campo Grande. Além das oficinas gratuitas de interpretação, para crianças e adultos, em 2012 também passou a oferecer curso de fotografia. 

 

SERVIÇO
Exposição “Cena Oeste – Um Olhar Sobre Agentes Culturais da Periferia da Cidade”
Entrada gratuita
Período: 1° de fevereiro a 1º março (Terça a sexta, das 10h às 16h. Sábado das 10h às 16h)
Local: Arena Jovelina Pérola Negra (Pça Enio, s/n – Pavuna).
Telefone: 2886-3889

 

RPM Comunicação

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.