Facebook recorrerá de decisão judicial que bloqueia R$ 38 milhões de sua conta

A empresa deve entrar com um agravo na tentativa de derrubar a liminar que autorizou o bloqueio dos recursos
 
Facebook vai recorrer da decisão da Justiça Federal no Amazonas de bloquear R$ 38 milhões da conta da empresa, após um pedido do Ministério Público Federal (MPF), em razão de não ter liberado dados de usuários do WhatsApp. 
 
Crédito:reprodução
A empresa deve entrar com um agravo na tentativa de derrubar a liminar que autorizou o bloqueio dos recursos.
De acordo com O Globo, Alexandre Jabur, procurador responsável pela investigação e que pediu a execução da multa para a Justiça, informou que não pretende bloquear os serviços e que a medida mais eficiente é manter a multa, estabelecida em R$ 1 milhão por dia.
 
Segundo o procurador, o Facebook alegou que os servidores estão fora do Brasil e não poderia ajudar, sendo necessária uma cooperação internacional. Disse também que não queria enfrentar uma “intercorrência” com a empresa, mas que é importante para a investigação.
 
O WhatsApp, que pertence ao Facebook, foi bloqueado no país pela terceira vez no último dia 19 de julho, como uma represália judicial pelo fato da empresa ter se recusado a cumprir determinação de quebrar o sigilo de dados trocados entre investigado usuários investigados.
 
 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.