Febre amarela: Rio realizará o Dia D de vacinação dia 27 de janeiro

Saúde reforça campanha e inicia fracionamento no estado do Rio de Janeiro
 

 

A Secretaria de Saúde, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, iniciou a Campanha de Fracionamento das doses de vacina contra a febre amarela. A ação visa imunizar 15 municípios da Região Metropolitana.

 

Fazem parte da campanha de fracionamento as cidades de Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti e Seropédica. Nos demais municípios, serão aplicadas as doses padrão da vacina.

 
No sábado (27/1), a Secretaria de Saúde vai realizar o Dia D em todo o estado, das 8h às 17h. Além dos postos de saúde municipais, a ação contará com apoio de 29 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) do Estado, dez unidades hospitalares da rede estadual, oito tendas montadas pela secretaria, 30 quartéis do Corpo de Bombeiros Militar e cinco unidades da Polícia Militar. Durante o Dia D, apenas os 15 municípios que fazem parte da campanha de fracionamento aplicarão doses fracionadas, mas o restante do estado trabalhará com a dose padrão.

 

Em janeiro de 2017, a Secretaria de Saúde adotou medidas preventivas e, antes mesmo de registrar os primeiros casos de febre amarela no território fluminense, iniciou a criação de cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a doença, principalmente em municípios de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais (áreas de risco para a doença na época). Desde julho do ano passado, todos os 92 municípios do estado foram incluídos na área de recomendação da vacina e receberam doses para imunizar a população.

 
Quem deverá tomar a dose fracionada:

– pessoas maiores de 2 anos até 59 anos não vacinadas;

– mulheres não vacinadas que estejam amamentando crianças maiores de 6 meses;

– pessoas com mais de 60 não vacinadas, após avaliação de serviço de saúde.

 
Quem continuará tomando a dose padrão:

– crianças de 9 meses a menores de dois anos;

– pessoas com condições clínicas especiais (vivendo com HIV/Aids, ao final do tratamento de quimioterapia, pacientes com doenças hematológicas, entre outras);

– gestantes;

– viajante internacional (devem apresentar comprovante de viagem no ato da vacinação).

 

*Para os doadores de sangue, a doação deve ser feita antes da vacinação.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.