Festival de Teatro da Secretaria Municipal de Educação inscreve até 24 de agosto

Cada professor deverá inscrever uma peça com no máximo 20 minutos de duração
 

 

Vem aí o Iº Festival de Teatro dos Alunos da Rede, o “Festa”. A iniciativa visa incentivar a garotada a ser produtora de teatro e não apenas consumidora da arte. E, melhor: levar as produções criadas pelos estudantes aos grandes palcos da cidade, destacando, assim, o protagonismo juvenil que emerge das unidades públicas de ensino do Rio de Janeiro. As inscrições das escolas começaram no último dia 12 e vão até 24 de agosto. 

 

 

Inserido no programa “A Escola Fertiliza a Cena da Cidade”, da Secretaria Municipal de Educação (SME), o evento será aberto a unidades escolares das 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) que desejem participar da maratona teatral.

 

 

 

Clique aqui e consulte regulamento do “Festa”. 

 

 

Festival acontecerá em etapas

A primeira etapa da maratona será regionalizada, ou seja, cada CRE realizará festival próprio com apoio da comissão organizadora do “Festa”. Serão selecionados dois trabalhos por CRE e os trabalhos vão ser apresentados em novembro, já em uma segunda etapa, no Teatro Ipanema. Na ocasião, artistas profissionais estarão comentando as apresentações, numa mediação entre público e plateia. As peças também serão encenadas nas áreas das CREs.

 

 

Para estimular a produção dos trabalhos, a comissão organizadora vai realizar nos dias 25 e 29 de junho e 05 de julho, uma série de vivências teatrais com os professores responsáveis pelas criações, individuais ou coletivas dos alunos. Os encontros vão acontecer na Escola de Formação de Professores Paulo Freire.

 

Clique aqui para participar das vivências.

 

 

De acordo com o professor Veríssimo Júnior, coordenador do programa de teatro da SME, o Festa da Rede foi inspirado numa experiência bem-sucedida realizada pela 2ª CRE, que em 2017 levou 15 espetáculos de alunos para o Teatro Ziembinski e à Sala Baden Powell.

 

 

“O Festa da Rede pretende ser um momento em que as produções teatrais das escolas municipais ampliem suas ações para além das salas de aula e se insiram no circuito teatral da cidade, ocupando as salas de espetáculo, mostrando a criatividade, a personalidade e os talentos das unidades e dos alunos”, afirma Veríssimo, destacando ainda que o festival é um momento de afirmação da pedagogia do teatro como um campo imprescindível à práxis teatral.

 

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.