Filme é rodado na Cidade de Deus

Secretaria de Cultura patrocina projeto
 

Em 1962, cinco jovens cineastas cariocas, integrantes do Centro Popular de Cultura da UNE, repartiram a realização de um longa-metragem composto de cinco episódios enfocando a vida nas favelas. Quase cinco décadas mais tarde, o mesmo formato e a mesma ideia foram retomados, mas com uma diferença fundamental.
O 5 X Favela do século 21 não é resultado do trabalho de cinco universitários de classe media – como eram Cacá Diegues, Leon Hirszman, Miguel Borges, Joaquim Pedro de Andrade e Marcos Farias – mas do esforço de sete jovens diretores criados nas próprias comunidades que o novo filme, rodado em Super 16mm, retratará: Wawá e Manaina (do episódio “Fonte de Renda), Luciana Bezerra (“Acende a Luz”), Cacau Amaral e Rodrigo Felha (“Arroz e Feijão”), Luciana Bezerra (“Concerto para Violino”) e Cadu Barcelos (“Deixa Voar”).

Patrocinado pela Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei de Incentivo, 5 X Favela, Agora Por Nós Mesmos é um projeto coordenado por Cacá Diegues.

“Esse trabalho é uma iniciativa importante que apresenta ao país a cultura cinematográfica da periferia e permite que os moradores das comunidades se integrem à produção audiovisual”, disse a Secretária de Estado de Cultura, Adriana Rattes, na visita que fez sábado à filmagem do episódio “Deixa Voar”, na Cidade de Deus.

“São atores, diretores, roteiristas e técnicos com uma visão única, privilegiada, que, assim, encontram uma porta para o mercado, para o público – e para o mundo”.

As filmagens – sempre orientadas por profissionais experientes em postos-chave – culminam um processo de trabalho que formou 84 jovens no decorrer de oficinas e palestras encabecadas pela nata da produção cinematográfica brasileira, gente como Nelson Pereira dos Santos, Ruy Guerra, Walter Lima Jr., Dib Lutfi, Camila Amado, Guto Graça Mello, Lauro Escorel, Marcos Flaksman, Cesar Charlone, Daniel Filho, João Moreira Salles, Fernando Meirelles e Walter Salles.

5 X Favela, Agora Por Nós Mesmos será lançado no final do ano.

Fonte: Governo do Estado do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.