Fiscalização contra inadimplentes do IPVA

DETRAN e Polícia Rodoviária unem-se em operação
 

Começam hoje as operações conjuntas do Detran e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas rodovias federais que cruzam o território do estado do Rio de Janeiro para flagrar os motoristas inadimplentes do IPVA, assim como os que pagaram o imposto, mas não fizeram a vistoria no prazo legal. Os trabalhos serão direcionados também aos motoristas que estão dirigindo veículos sem condições para trafegar ou sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

As ações são consequência do Acordo de Cooperação assinado, no dia 8 de julho, pelo presidente do Detran, Fernando Avelino, e pelo superintendente da PRF no Rio de Janeiro, inspetor Carlos Hamilton Pinheiro, para que, entre outras medidas, os veículos retidos pela PRF sejam armazenados, a partir de agora, nos pátios do Detran  e submetidos a leilão se, após 90 dias, não forem retirados pelos seus responsáveis.

A parceria prevê que os carros, ônibus, caminhões e motos já apreendidos pela PRF permaneçam nos espaços onde se encontram, mas que também sejam submetidos a leilão providenciado pelo Detran, se superado o prazo de 90 dias após a data da retenção.

É bom lembrar que as operações realizadas pelo Detran contra os inadimplentes do IPVA em vias municipais da Região Metropolitana Janeiro já rebocaram, entre 5 de janeiro e hoje, mais de seis mil veículos.

Para o presidente do Detran, Fernando Avelino, “a participação da PRF nas operações nas rodovias federais deve aumentar, significativamente, o número de inadimplentes que optem por saldar seus débitos com o IPVA, a fim de evitarem o constrangimento de terem seus carros apreendidos, o que acaba saindo bem mais claro”.

Com as operações desta quinta-feira em pontos das rodovias federais, as ações de fiscalização do Detran tomam a direção do interior do estado através da Via Dutra, da Rodovia Washington Luiz, da BR 101 Norte (Rio-Campos) e da BR 101 Sul (Rio-Parati), além da BR 040, que liga o Rio a Belo Horizonte.

 

Fonte: DETRAN

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.