GM-Rio moderniza academias e inaugura Centro de Treinamento Físico

O processo de modernização é um dos principais legados que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016
 

 Fotos: Beth Santos e Ricardo Cassiano

 

Em comemoração ao aniversário de 23 anos da corporação, a Guarda Municipal do Rio de Janeiro inaugurou, na quarta-feira (30/03), o Centro de Treinamento Físico (CTF) Antônio Carlos Gonçalves da Silva, um espaço voltado para o aprimoramento do condicionamento físico e para a promoção do bem-estar e da saúde dos guardas. A nova instalação é fruto de uma parceria com a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça (SESGE), que também incluiu a modernização da Academia de Ensino da GM, como uma forma de legado que os Jogos Olímpicos Rio 2016 deixarão para a instituição.

 

 

 

– Essa inauguração marca um momento de transformação e demonstra a preocupação da Guarda Municipal em cuidar da saúde do seu servidor. Servimos a sociedade, protegemos vidas, preservamos a ordem e temos que gozar de boa saúde física e mental. A partir do momento em que a prefeitura tem esse olhar, estamos capacitando e entregando para a sociedade um guarda mais preparado para as ações do dia a dia – disse o comandante da GM-Rio, Luis Claudio Laviano.

 

 

Localizada na sede da GM-Rio, em São Cristóvão, a academia conta com sala de musculação com 40 aparelhos e equipamentos diversos, além de um dojô para prática de lutas. O nome do CTF é uma homenagem a um dos instrutores da Academia de Ensino da instituição falecido em 2013. As atividades serão coordenadas e supervisionadas pela equipe da Comissão Desportiva da GM-Rio, composta por guardas com formação em Educação Física e em Artes Marciais, que darão todo suporte aos usuários. O local será aberto a todo o efetivo e funcionários e também será utilizado nas instruções da Academia de Ensino da GM-Rio, responsável pela formação e aperfeiçoamento e atualização de aprendizagem dos guardas municipais.

 

 

Além do Centro de Treinamento, a parceria com a SESGE incluiu a modernização da Academia de Ensino da GM-Rio, com a aquisição de novos equipamentos mais modernos para as aulas práticas e reforma de instalações físicas e predial. O processo de modernização é um dos principais legados que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 deixarão para a corporação, que vai otimizar e agregar ainda mais valor aos cursos de capacitação e reciclagem que a GM-Rio oferece ao seu efetivo.

 

 

– Essa parceria com a Guarda Municipal, mais do que a aquisição de equipamentos, teve como objetivo reaparelhar as academias da GM-Rio (física e de ensino), para a capacitação com excelência dos guardas municipais que têm o compromisso de bem servir a população durante e pós os grandes eventos. É um legado que deixamos para o dia a dia da instituição – explicou o coordenador-geral substituto de Articulação e Apoio da Diretoria de Projetos Especiais da SESGE, Roberto Reis Monteiro Neto (na foto, de terno, do lado direito do comandante da GM-Rio).  

 

 

Inaugurada em 2004, a Academia de Ensino da GM-Rio foi considerada na época, a única entre todas as instituições desarmadas existentes no Brasil a ter o seu próprio Centro de Formação e Treinamento. Além de cursos voltados para formação de novos agentes, a Academia oferece aulas para melhorar práticas, atualizar conhecimentos e de reciclagem para guardas de todos os níveis.

 

 

– O local de formação é algo muito importante para a instituição. É o que a gente espera desse guarda lá fora, como a gente quer que ele atenda o cidadão. Aqui a gente começa a capacitar, levantar a autoestima e resgatar. Todos os professores que dão aula são instrutores e possuem nível superior, voltado para aquela formação específica. Guardas do Brasil todo têm seguido o nosso trabalho como modelo e exemplo. Somos pioneiros no treinamento ao atendimento a gestantes, por exemplo. E ainda vamos ampliar a capacitação através do ensino à distância, fruto dessa parceria com a SESGE – explicou a diretora da Academia de Ensino e inspetora regional, Tatiana Mendes.

 

 

Entre as benfeitorias nas instalações está a reforma do auditório com capacidade para 100 pessoas, que passou a contar com telão e smart TV. Além disso, foram adquiridos cerca de 1.600 itens de mobiliário diversos que compõem as salas de aula e as demais estruturas, como armários de escritório, bancos de vestiário, arquivos, cadeiras e carteiras para as salas de aula, flip chart, quadros, telas de projeção, entre outros.

 

 

A parceria incluiu também a obtenção de novos equipamentos para serem utilizados pelos instrutores nas classes, como bolsas para material de emergência e de ventilação artificial, manequins e macas para as aulas de Emergência Pré-hospitalar Básica (aproximadamente 160 itens) e equipamentos de condicionamento físico, para as aulas de Educação Física. Para a implantação do Sistema de Ensino à Distância (EAD) próprio da GM-Rio, foram comprados itens eletroeletrônicos e de TI, como notebooks, computadores e tablets.

 

 

– A parceria cooperou com aquilo que a gente não tinha, veio suprir o que estava faltando. Recebemos toda uma estruturação dos espaços, no auditório e nas 11 salas de aula existentes. Antes a gente tinha uma cadeira universitária, mas os próprios alunos reclamavam da ergonomia. Dificultava o trabalho. Agora, a cadeira é acolchoada, tem uma mesinha deslocada, fica bem acomodado e isso dá um valor de resposta muito grande. Sem contar que temos agora quadros novos, uma biblioteca, ambiente climatizado, datashow, luz interativa, enfim, todo o material necessário para trabalhar a interação e inclusão digital com os guardas. E a grande novidade é a boneca Noelle, para treinamento de atendimento à gestante, equipamento que só a GM-Rio tem agora, nem o Corpo de Bombeiros trabalha ainda com esse material – contou o líder operacional e instrutor das disciplinas Direitos Humanos, Procedimento Operacional Padrão, Gestão de Projetos e Guarda Cidadã, Wilson Amorim.

 

 

Atualmente, o corpo docente conta com cerca de 20 instrutores, todos guardas municipais, com formação superior e diversos cursos de extensão. Além da formação e atualização dos agentes, a Academia da GM-Rio também costuma receber representantes de outras guardas para cursos e treinamentos.

 

 

 

Nos últimos anos, com a realização de grandes eventos na cidade, como a Copa do Mundo, o Rock in Rio, a Jornada Mundial da Juventude e os Jogos Olímpicos de 2016, a Academia passou a receber diversos cursos específicos para capacitar ainda mais os agentes para lidar com todo tipo de situação que pode acontecer em eventos. Os cursos são variados e abrangentes, com temas voltados para grandes eventos, formação, idiomas (espanhol, inglês, japonês), libras, legislação, língua portuguesa, primeiros socorros, controle urbano, fiscal de contrato e aperfeiçoamento convencional, técnicas operacionais, grupamento tático móvel, entre outros.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.