Governo e BID assinam acordo para promover a inclusão social de jovens

Serão investidos 84,5 milhões de dólares para acompanhar cerca de 40 mil moradores de comunidades
 

Os jovens fluminenses ganharam mais uma ferramenta para combater as desigualdades e escrever um futuro de sucesso. Com objetivo de promover a inclusão social de moradores de comunidades pacificadas entre 15 e 29 anos, o Governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) assinaram, nesta sexta-feira, um acordo para implantar o programa Caminho Melhor Jovem. O projeto terá investimentos de 84,5 milhões de dólares, sendo 60 milhões financiados pelo BID e o restante como contrapartida do tesouro estadual.

 

Cerca de 553 psicólogos e assistentes sociais vão atuar nas comunidades identificando o público-alvo em situação de vulnerabilidade. Após ouvir os jovens, os profissionais vão acompanhá-los, ajudando a traçar um plano individual de formação. O projeto começará em abril na Cidade de Deus e Manguinhos. Em quatro anos, a expectativa é que 20 territórios sejam atendidos, beneficiando diretamente 40 mil pessoas.

 

– Esse é mais um passo para melhorar a vida das pessoas que moram em comunidades. Estamos lutando pela qualificação e preparação de gerações que não podem se perder. Esse empréstimo é muito importante para resgatarmos pessoas e darmos a elas um caminho fantástico. É um grande desafio para nós, mas vamos medir os resultados e teremos muitos casos para contar. Estamos focando na juventude porque é através dela que teremos um Rio mais justo e humano – afirmou o governador Sérgio Cabral, após assinar o acordo.

 

De acordo com o secretário de Assistência Social, Zaqueu Teixeira, jovens que estão fora da escola, que sofrem violência ou que estejam fora do processo inclusivo terão prioridade de atendimento pelas bases que serão instaladas nas comunidades.

 

– É um projeto audacioso e inédito. Nosso desafio é resgatar esse jovem e inseri-lo em programas que vão qualificá-lo dentro do seu plano individual para que, depois, ele seja inserido no mercado. Cada um vai identificar qual é a sua vocação. O acompanhamento profissional e das metas vai ocorrer por dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois – explicou Zaqueu Teixeira.

 

Para oferecer o máximo de oportunidades, o Caminho Melhor Jovem vai contar a parceria de esferas estaduais e municipais. O projeto será desempenhado dentro do Comitê Estadual de Políticas Sociais, com apoio de pastas que já desenvolvem ações para jovens, como as secretarias de Segurança Pública, Educação, Trabalho e Renda, Saúde, Ciência e Tecnologia, Cultura, Esportes, Administração Penitenciária, Fazenda, Planejamento e Desenvolvimento Econômico.

 

– Esse dia marca o entendimento de que é preciso dar um passo adiante. Não adianta apenas proteger sem oferecer oportunidades de renda, de desenvolvimento. Esse projeto vai contribuir para formar uma juventude que possa contribuir para um Rio mais desenvolvido – avaliou o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Daniel Iliscu.

 

A operação de crédito foi autorizada pela Assembleia Legislativa do Estado através da Lei estadual n° 6.083, de 22 de novembro de 2011 e pelo Senado Federal, em 18 outubro, pela Resolução RSF-46. O Decreto 43.912 de 29 de outubro de 2012 instituiu o programa no Estado do Rio de Janeiro e designou a Secretaria de Assistência Social como órgão executor.

 

Representante do BID no Brasil, Daniela Marquis, destacou ainda que, antes da liberação do empréstimo, o banco fez uma pesquisa em sete comunidades e constatou que 45% dos jovens com idades médias de 25 anos estavam desocupados.

 

– Esse programa vai trazer mais condições de vida, ajudando a vencer as desigualdades entre os jovens do asfalto e os que moram em comunidades. Ele trará serviços de saúde, cultura, educação, tecnologia… Estamos orgulhos e confiantes nessa parceria com o governo – disse Daniela.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.