Guarda Municipal vai usar armas não letais

patrulhamento de rotina
 

A Guarda Municipal vai usar armas não letais durante patrulhamento de rotina no Rio. A arma, que parece uma pistola, emite uma onda com um dardo que paralisa a pessoa.
Os guardas já estão sendo treinados. Segundo o comandante da GM, Ricardo Pacheco, a arma parece de brinquedo.
“Isso é proposital. Esse equipamento não letal, preconizados pelas Nações Unidas, tem que ter esta característica própria para identificá-lo não letal, para que não seja confundido com uma arma de fogo”.
Pacheco explica que ela não deve ser usada sempre, apenas em casos realmente necessários. “Em situações excepcionais, em situações que você tem uma pessoa muito agressiva, que parta para um confronto com um agente nosso e haja a necessidade de imobilizá-la de modo a preservar, inclusive, principalmente a sua integridade física”.
No momento do disparo, a arma emite uma onda com um dardo, que paralisa a pessoa por cerca de cinco segundos. O agente pode então imobilizar a pessoa, sem que ela sofra qualquer tipo de dano.
O comandante explica que o treinamento das equipes inclui aulas teóricas e práticas.
“Nós já realizamos a aula teórica em sala de aula com os nossos grupos especiais. São os únicos que utilizarão neste momento esse equipamento e estamos partindo para o treinamento prático no dia de hoje (1º) e no dia de amanhã (2) para que nós possamos finalizar”.
Fonte: Guarda Municipal

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.