Hospital da Mãe faz cinco anos e supera a marca de 30 mil partos

Unidade realiza o maior número de partos normais no Estado do Rio
 

O Hospital Estadual da Mãe, em Mesquita, comemora 5 anos. A unidade, referência no atendimento obstétrico na Baixada Fluminense, realizou 30.302 partos nesse período e um total de 426 mil atendimentos. Apenas nos cinco primeiros meses de 2017, 3.642 bebês nasceram na unidade, destes 2.741 de parto normal. O Hospital da Mãe realiza o maior número de partos normais no estado. A taxa de cesárea na unidade é de 25%.

 

 

A maternidade oferece 100 leitos de alojamento conjunto, 15 leitos de UI neonatal, 10 leitos de UTI neonatal e 12 salas de Pré-parto, Parto e Pós-Parto (PPP). Também há leitos de recuperação pós-anestesia, assistência a recém-nascidos e centro cirúrgico. A média mensal de partos da unidade é superior a 600 nascimentos.

 

– O Hospital Estadual da Mãe é uma referência para a Baixada Fluminense e, por isso, recentemente ampliamos o número de leitos maternos da unidade de 70 para 100, a UI de 8 para 15 e criamos a UTI neonatal com 15 leitos. O objetivo é garantir um atendimento humanizado e de qualidade para a população da região – disse o secretário de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

 

 

A unidade funciona com ambulatório de atendimento pré-natal e maternidade e atende pacientes de toda a região. As futuras mães têm à disposição exames de imagem e de laboratório e recebem orientação multidisciplinar de cuidados com o bebê, além do incentivo à amamentação. O Hospital da Mãe realiza uma média mensal de seis mil consultas ambulatoriais e tem a menor taxa de cesarianas da rede estadual de saúde.

 

 

Atendimento humanizado
Formado por uma equipe que prioriza o parto humanizado através de recursos como as salas de PPP (Pré-parto, Parto e Pós-parto), a gestante que dá luz na unidade é encaminhada para o espaço, quando já está prestes a dar à luz e tem acesso a métodos que vão ajudá-la no parto, como recursos não-farmacológicos para alívio da dor, massagem, exercícios de fisioterapia, respiração e caminhada.

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.