Hotéis no Rio ainda são os mais caros

Hotéis no Rio ainda são os mais caros
 
O Rio de Janeiro ainda é a cidade que registrou os preços médios de quartos de hotéis mais altos do país no segundo trimestre de 2010, de acordo com o índice HPI (sigla para Índice de Preços de Hotéis em inglês) da Hoteis.com. O preço médio dos quartos por noite no Rio é de R$ 310 neste período, tendo um aumento de 6 por cento em relação ao segundo trimestre de 2009.
Em seguida vem São Paulo, com preço médio de R$ 242, e Brasília, com preço médio de R$ 207. Apesar de continuarem caras, as duas cidades registraram redução em seus preços médios se comparados aos do segundo trimestre de 2009: São Paulo teve uma redução de 8 por cento nos preços dos quartos por noite e Brasília de 13%.
Fora do país, Nova York é a cidade onde os viajantes brasileiros pagam a maior quantia por quarto: R$ 418 em média, por noite, em quartos da “Big Apple”. Essa média de preço é 3% maior do que a registrada no mesmo período do ano anterior. Em seguida vêm as cidades de Londres (R$ 353), Paris (R$ 338) e Veneza (R$ 334).
No exterior, em geral, os viajantes brasileiros pagaram menos em quartos de hotel no segundo trimestre de 2010, em relação ao mesmo período em 2009. A queda foi mais acentuada em destinos na Zona do Euro, liderados por Lisboa, que apresentou queda de 26% ao ano. Em Madrid, os valores ficaram abaixo de 22%, enquanto em Milão caíram 18%. Essa queda foi em parte ocasionada pela força da moeda brasileira.
O índice aponta ainda que, na América Latina, o preço médio pago por viajantes em um quarto de hotel aumentou 3% no segundo trimestre deste ano, quando analisado em uma base de comparação anual. De acordo com último o HPI, os preços globais de hotéis estabelecidos no primeiro semestre de 2010, mesmo depois de sete trimestres consecutivos de queda, ainda estão em níveis vistos há seis anos. Os valores subiram 1% na Europa e Caribe, 3% nas Américas e se mantiveram estáveis na Ásia.

Fonte: Assessoria

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.