Inscrições para o congresso CONSAD com desconto até 29 de abril

Principal encontro anual do Conselho Nacional de Secretários da Administração será realizado nos dias 8, 9 e 10 de junho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.
 

Os servidores do Estado interessados em participar do IX Congresso Consad de Gestão Pública têm até esta sexta-feira, dia 29, para fazer a sua inscrição com 50% de desconto. O principal encontro anual do Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (Consad) será realizado nos dias 8, 9 e 10 de junho, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

 

 

Até o dia 29 de abril, o valor da taxa de inscrição é de R$ 100 e, após esta data, R$ 200. No ato do credenciamento, a inscrição custa R$ 300. Mais informações podem ser obtidas no site www.consad.org.br. Para esta edição, são esperadas mais de 2 mil pessoas – entre autoridades, políticos, gestores, estudantes e servidores públicos das esferas federal, estadual, distrital e municipal. Para a presidente do Consad e secretária de Estado da Administração do Pará, Alice Viana, o evento é o “maior laboratório de experiências apresentadas sobre as diferentes práticas de gestão que estão sendo desenvolvidas nos dias atuais em todo o país, demonstrando que o Brasil, em que pese a crise econômica e política, tem boas experiências e o momento é mais do que propício ao compartilhamento”.

 

Ao todo, 152 trabalhos de 21 unidades da federação irão compor 50 painéis que tratam de gestão de pessoas na área pública; gestão por resultados, monitoramento e avaliação; governança, participação e controle social; governo eletrônico e transparência; novos formatos organizacionais; e orçamento, contabilidade, finanças, compras e patrimônio.

 

Cerca de 35% dos projetos são oriundos do Sudeste; 31% do Centro-Oeste; 24% do Nordeste; 7% do Norte e 3% do Sul. Os projetos que forem apresentados no Congresso se tornarão de acesso público no Banco do Conhecimento (banco.consad.org.br) – assim como 19 trabalhos que receberão menção honrosa – e terão seus resumos publicados na edição de agosto da revista Governança & Desenvolvimento, publicação semestral da entidade.

Economia digital

O ex-ministro de Tecnologias da Informação e Comunicações (TIC) da Colômbia, Diego Molano Vega, fará a conferência magna sobre a transformação dos governos para a nova economia digital. Foi ele o responsável pela criação do Plano Vive Digitale, que consiste em popularizar a internet para reduzir a pobreza e criar novos empregos.

 

Premiado por organizações internacionais como uma das melhores políticas de TIC do mundo, o projeto levou, entre 2010 e 2015, internet de alta velocidade para mais de 60% da população colombiana, desenvolveu uma rede de 899 pontos digitais para os mais pobres e 7.521 quiosques digitais no campo. Cerca de 2 milhões de tablets e computadores foram destinados às escolas públicas de todo o país e 72 mil ideias tornaram-se aplicativos de negócios.

 

Crise fiscal

A programação também contemplará palestra com o especialista em finanças públicas e federalismo e assessor-técnico do Senado Federal, José Roberto Afonso, que irá abordar a questão da crise fiscal na administração pública brasileira. Os dilemas que o país vivencia hoje terão enfoque na mesa-redonda comandada pelo diretor do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Alexandre Gomide; e o coordenador de Operações Setoriais do Banco Mundial no Brasil, Roland Clark.

 

Já o panorama sobre compras governamentais será debatido pelo codiretor do Programa de Leis de Compras Governamentais da Universidade George Washington, Stephen Schooner; pelo representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, Hugo Flórez Timorán; e pelo diretor de Desenvolvimento Gerencial da Escola Nacional da Administração Pública (Enap), Paulo Marques.

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.