Internet gratuita e sem fio no Complexo do Alemão

Internet gratuita e sem fio no Complexo do Alemão
 
O Complexo do Alemão vai ganhar acesso gratuito à internet. O anúncio oficial será feito pelo secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso no Cetep do Complexo do Alemão. A iniciativa é do Programa Rio Estado Digital cujo objetivo não é apenas levar internet de graça e sem fio para a população, mas fazer da rede um instrumento educacional e de serviço para que os moradores possam consultar sites de pesquisas, de notícias, ou seja, ter acesso à informação.
De acordo com o secretário, duas universidades estarão no comando da ação: A Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ) e a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) que firmaram parceria com o Governo do Estado para a instalação de 257 antenas que cobrirão 14 favelas do conjunto.
– A internet servirá para pesquisas escolares e cursos online no portal do programa – destaca Alexandre Cardoso.
Com um custo estimado entre R$ 3 milhões e R$ 5 milhões, o programa Rio Estado Digital no Complexo do Alemão será dividido em cinco áreas que ainda serão definidas. A expectativa é de que o sinal seja liberado, na primeira área, em junho deste ano.
O programa já atende as comunidades do Santa Marta, Cidade de Deus, Manguinhos (condomínio do PAC), Pavão-Pavãozinho/Cantagalo e Rocinha, Vila Militar, além de corredores importantes do Rio, como a orla da Zona Sul, as Avenidas Brasil e Presidente Vargas, a Rua Teresa (Petrópolis) e seis municípios da Baixada Fluminense: São João de Meriti, Duque de Caxias (60% da população), Belford Roxo (60%), Nova Iguaçu (20%), Mesquita (20%), e Nilópolis (20%).
Com investimentos de mais de R$ 20 milhões, o Rio Estado Digital já registra mais de 28 mil acessos por dia. A implantação do programa conta com apoio do IME , da UFF e da Coppe/UFRJ (Coordenação dos Programas de Pós Graduação em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro), além da PUC e da Uerj.

Fonte: Governo do Rio

0 comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.