JBS anuncia venda de R$ 6 bilhões em negócios no Brasil e no exterior

A empresa está no centro da crise política após delação premiada de seus executivos, que citam inclusive o presidente Michel Temer
 

Maior processadora de carnes do mundo, a JBS anunciou na terça, dia 20,  um programa de desinvestimento que prevê a venda de R$ 6 bilhões em ativos. A companhia pretende se desfazer da participação em uma empresa de alimentação no Brasil e das suas subsidiárias de processamento de alimentos na Irlanda do Norte e de confinamento de gado na América do Norte.

 

 

O plano ainda precisa ser aprovado pelo Conselho de Administração do BNDESPar, braço do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que investe na compra de ações de empresas. Em comunicado, a JBS informou que a decisão tem como objetivo recuperar as contas da companhia, que assinou um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF). 

 

 

“O programa de desinvestimento visa à redução do endividamento líquido e consequentemente a desalavancagem, fortalecendo estrutura financeira da companhia”, informou a JBS em nota.

 

 

A JBS pretende vender os 19,2% de participação na empresa de laticínios brasileira Vigor Alimentos, além da subsidiária norte-irlandesa Moy Park, que processa carnes de aves; e da empresa de confinamento de gado Five Rivers, que opera nos Estados Unidos e no Canadá. O plano de desinvestimento também prevê a venda de fazendas da companhia.

 

 

No início do mês, a JBS tinha anunciado a venda de todas as ações de suas subsidiárias na Argentina, no Uruguai e no Paraguai para a Minerva, segunda maior empresa de carne bovina no Brasil. A operação rendeu US$ 300 milhões à JBS, o equivalente a R$ 983 milhões.

 

 

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.